logomarca

A agricultura regenerativa é um Caminho necessário

ilpf

Laura terminou seus estudos de geologia em Madrid , estudando um ano de estudo na Universidade de Uthech (Holanda) e fez seu MBA na Universidade do México, para trabalhar em uma dissertação sobre Mining poluição de resíduos no México e Cuba. Após o término, retornou à Espanha, onde trabalhou por três anos em uma consultoria ambiental onde realizou Relatórios de Sustentabilidade Ambiental para Planos de Ordenamento do Território, Estudos Hidrogeológicos e Hidrogeológicos, entre muitas outras tarefas.

Mais tarde, trabalho para geólogos do mundo na Guatemala, especificamente no projeto GARICLA, Gestão Ambiental e Riscos da Bacia do Lago Atitlán.

"Um dos mais belos lagos do mundo, aninhado em uma grande caldeira vulcânica e cercado por três grandes vulcões." Lá ele viveu por três anos realizando cartografia geológica, geomorfologia, mapas de escorregamentos e águas subterrâneas, bem como estudos hidrológicos.

Ele voltou para a Espanha, onde ele teve seu filho, eles sempre quiseram viver no campo, então eles compraram uma caverna em Cúllar, onde ele agora mora com seu parceiro e filho. É uma das fundadoras da associação Gealtiplano que nasceu com o objetivo de divulgação, divulgação e formação científica do patrimônio natural e ambiental do norte de Granada, incluindo o Geopark de Granada . Conheceu a AlVelAl através de amigos e em 2019 apresentou-se à oferta de emprego para realizar o Monitoramento e Avaliação Alvelal e atualmente faz parte da equipe técnica da AlVelAl. "Eu realmente gosto da parte de monitoramento, avaliar e aprender de todas as ações que Alvelal faz no território, sinto falta da geologia, mas adoro trabalhar com GIS, mapas".

Para Laura, AlVelAl "Ela cumpre uma função muito importante dentro de um território que é bastante abandonado de alguns pontos de vista. Uma função para reavaliar o campo e o agricultor, tão pouco valorizado. Além disso , uma mudança nas práticas agrícolas atuais que estão causando tantos danos aos ecossistemas é urgentemente necessária . A agricultura regenerativa é a mudança necessária para um modelo mais sustentável que melhore a biodiversidade, cuide do solo, da água e da saúde das pessoas, um modelo que deve ser extrapolado se quisermos cuidar do nosso planeta ".

Sobre a associação Alvelal da qual ele é agora parte, ele entende que as mudanças são difíceis. "Com uma mentalidade geológica, 20 anos não são nada, mas você pode conseguir muitas coisas." Sua esperança é encontrada nas futuras gerações. "Ao influenciá-los, talvez, mais de 20 anos, já se entende outro tipo de agricultura e modo de vida mais sustentável e que possa mudar grande parte do território e do planeta".

Fonte:Diario de Servilha em 06-07-2019 por Laura Núñez é responsável pelo monitoramento e avaliação em Alvelal

Leia Mais: