Meio ambiente: ONGs discordam da política do governo

UM ponto de descontentamento está na liberação do plantio de transgênicos na safra 2003/04, como determina a Medida Provisória 131


Brasília - Movimentos ambientais contrários à política adotada pelo governo para a área enviaram, nesta segunda-feira, carta ao Palácio do Planalto manifestando “inconformismo em relação às decisões que colocam em risco a sustentabilidade do País”. Entre essas decisões, informa a carta, está a inclusão no Plano Plurianual (PPA) 2004-2007 de inúmeras obras de infra-estrutura com forte potencial para agravar o desmatamento e a concentração fundiária na Amazônia.

Outro ponto de descontentamento, está na liberação do plantio de transgênicos na safra 2003/04, como determina a Medida Provisória 131. Organizaram a carta os principais grupos ambientalistas do País, que envolvem mais de 500 organizações não-governamentais (ONGs), e instituições como o Greenpeace, Instituto Socioambiental (ISA) e a Fundação SOS Mata Atlântica. As informações são da assessoria de imprensa do ISA. De acordo com as ONGs, “as medidas contradizem o programa de governo, fragilizam as políticas socioambientais e a diretriz de transversalidade proposta pela ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, e provocam a erosão da imagem e da credibilidade do governo junto à opinião pública nacional e internacional”.

Fabíola Salvador

Leia Mais:

Banco Central     Associe-se
Próximo Nó

Orgânico