Biofertilizante: uso das minhocas para melhorar o solo


Nesta semana, nosso colaborador da coluna Holística Vida Verde, Tiago Franca, orienta sobre o uso de minhocas para ter um melhor solo para as plantas

Nesta semana, nosso colaborador da coluna, Tiago Franca, orienta sobre o uso de minhocas para ter um melhor solo para as plantas. Confira as dicas dele e boa leitura!

Tiago Franca: "Só biofertilizantes, tal como a compostagem que se utiliza de sobras de alimentos e minhocas, são bem práticos para pequenos espaços. Lembrando que, neste caso, as minhocas precisam ser trocadas eventualmente quando a composteira estiver com bastante húmus, o adubo produzido pelas minhocas. Portanto, para se produzir um biofertilizantes de qualidade, é preciso primeiro as minhocas e alguns cuidados básicos para a manutenção desses bichinhos. Então vamos lá.

As minhocas, como é bem sabido, são responsáveis por comer a matéria encontrada no solo fazendo túneis em todo o lugar e deixando o húmus, que é o resto do que deixam ou não servem para elas. O fato é que esse “resto “ é altamente benéfico para a planta. Considerando alguns cuidados básicos, com as minhocas na sua composteira serão muito úteis para a produção de composto orgânico, além de ser uma medida reciclável para “poupar “ o aumento do volume dos sacos de lixo que vão para a rua - afinal, vale mais jogar as cascas de algumas frutas na composteira do que jogar mais na rua. Se você parar para pensar, é menos lixo que vai pros aterros. Essa prática, sendo adotada por muita gente, pode corresponder a toneladas de lixo a menos, com o ganho de mais adubos caseiros.

Alguns cuidados básicos com seu composto feito de minhocário:

Minhocas não gostam de acidez - elas fogem porque o ácido queima e, se você parar pra pensar, a pele delas não é grossa como a nossa. Portanto evite jogar cascas de frutas cítricas. Isso deixa o solo ácido demais e, provavelmente, as amiguinhas vão morrer ou tentar fugir.

Não deixe o solo encharcar de água. Tenha em mente como seria uma comunidade em uma enchente: todo mundo vai para o telhado das casas esperar baixar a água. Perceba que não é diferente com as amiguinhas. Se você colocar água demais ou deixar muito encharcado, elas vão tentar subir o máximo que puderem, e isso prejudica bastante a sua compostagem.

Uma curiosidade é que as minhocas não tem problemas, mas não são fãs de luz. Isso porque alguns espectros de luz incomodam esses bichos devido à pele ser muito fina. Então procure manter uma sombra razoável, mas sem exagero. Penumbra total não funciona porque o animal entende que é hora de dormir e não irá trabalhar tanto - lembre-se de que não são vampiros, portanto veja se está muito escuro. Se estiver, coloque a caixa em local sombreado com alguma iluminação - o sol ajuda a matar algumas bactérias e fungos nocivos.

Eventualmente, é recomendável revirar o solo para misturar os componentes, tomando cuidado para não estressar as minhocas.

Tomar cuidado com o excesso. Muitas bactérias aproveitam determinados alimentos e fazem a fermentação, retirando o “ar “, deixando as minhocas sufocadas. Então muito cuidado. Para equilibrar, mantenha um saco com serragem para ajudar no controle. A medida que for percebendo o local onde as minhocas se encontram, se percebe como está a composteira. As minhocas reagem ao estresse muito fácil.

Minha experiência pessoal com minhocário eu costumo colocar em baldes com:

1 pá de terra

½ pá de serragem

Os alimentos que sobraram eu trituro no liquidificador, juntando com cascas de ovo, e essa mistura, o “mingau", eu coloco cerca de ½ pá. Isso acelera muito o tempo de produção de adubo.

Molho essa mistura e, com a mão, pego um bolo. Tem que estar úmido. Se apertar e escorrer água, tem água demais. Se, após apertar o bolo ele se desmanchar muito fácil, está muito seco. Tem que ficar firme após apertar.

Algumas coisas a observar no minhocário após 1 mês. As minhocas tem aos montes, mas não crescem, ou seja, parecem com filhotes - isso é sinal de pouco espaço ou pouquíssimo oxigênio no solo. Revirar o solo pode ajudar. A partir daí, se coloca as minhocas e pode fechar com uma tela daquelas usadas para mosquitos. Seguindo essas dicas terá com certeza sucesso em sua composteira.

Tiago Franca – Técnico Ambiental e Gestor Administrativo – Chapecó-SC. Contatos: (49) 99836.8046 (Tim e WhatsApp) – E-mail: [email protected]

Milhões de beijos iluminados,

Mariomar Teixeira - Numeróloga & Consultora: de Feng Shui, de 4 Pilares e de Zi Wei Dou Shu. Contatos: (81) 99807.4568 - Tim e WhatsApp / (81) 99100.9617 (Claro) – E-mail: [email protected] - Instagram: @mariomar_teixeira.

Perfil
Mariomar Teixeira é formada em Secretariado na UFPE com mestrado em Extensão Rural e Desenvolvimento Local na UFRPE. Filha, esposa e mãe. Ama ler, estudar, tricotar e cozinhar. Dedica-se aos estudos de metafísica desde 1980, principalmente Numerologia. Em 1993, além de assumir um concurso público federal, também o trabalho como numeróloga é reconhecido. Colunista da Folha de Pernambuco de 1998 a 2005, coluna Numerologia. No mesmo período foi colunista da Revista Club com as colunas: Holística e Lançamento de livros. Professora e Consultora de Feng Shui desde 1997.

Fonte:Folha de Pernambuco por Mariomar Teixeira em 08/08/18

Leia Mais:


Rede de Agricultura Sustentável
É um serviço gratuito de Cristiano Cardoso e L&C Soluções Socioambientais.