Bactérias poderiam controlar a Sigatoka Negra, de acordo com um estudo


Colômbia

bananeirasUm estudo da Universidade Nacional estabeleceu que existem bactérias que podem controlar a Sigatoka Negra, a praga mais destrutiva das plantações de banana. As bactérias avaliadas têm a capacidade de produzir substâncias bioativas que inibem o crescimento do fungo Pseudocercospora fijiensis, tanto in vitro como in vivo.

A Sigatoka pode reduzir o peso de um cacho de bananas em até 50% e causar perdas de até 100% da produção devido à deterioração de sua qualidade, gerando altos custos econômicos.

Vale a pena notar que cinco bactérias com capacidade inibitória contra três linhagens de P. fijiensis com diferentes níveis de sensibilidade in vitro com fungicidas comerciais foram selecionadas no estudo. Os cinco extratos bacterianos foram testados em folhas de bananeira destacadas para avaliar sua fitotoxicidade e mostraram porcentagens de área afetada menores que 3%. Isso, de acordo com a agência de notícias da ONU.

Segundo Natalia Arbelaez, um mestrando em Ciências Agrárias da Universidade Nacional da Colômbia (ONU), "o controle biológico surge como uma alternativa para combater o uso de fungicidas químicos, que geram cepas resistentes, altos custos de controle e problemas ambientais. Algumas substâncias produzidos por microrganismos biocontroladores mostraram que são eficazes no combate a doenças em plantas ".

Fonte: Agência de Notícias da ONU em 31/01/2019




Leia Mais:


SIGA-NOS

TwiiterfeedFacebookYoutube"Whatsapp 88 9700 9062"Instagram