Empresa dos EUA quer parceria para comprar o mel produzido pelo Piauí

Representantes da Wholesome Sweeteners, empresa norte-americana líder do mercado de produtos orgânicos derivados do açúcar, estão visitando os municípios de Picos e Simplício Mendes, no interior do Piauí, conhecendo todo o processo de produção de mel orgânico no Estado. Antes, eles se reuniram com técnicos do Sebrae, em Teresina.

Depois de comprar 12 contêineres de mel piauiense, a empresa resolveu ampliar suas aquisições. No Sebrae, o diretor de controle de qualidade da Wholesome Sweeteners, Billy Adams, considerou a aquisição do produto como um investimento interessante. “O mel do Piauí tem grande qualidade”, disse.

O mel que é vendido para os americanos possui a certificação Fairtrade, conhecido também como “Comércio Justo”, que tem como principais requisitos a responsabilidade social, sustentabilidade e competitividade para pequenos e médios produtores.

Neste tipo de comércio, não só o produtor é certificado, mas as indústrias também. Com isso, todos os envolvidos seguem as mesmas regras, que dispensam a figura do atravessador.

O Piauí é um dos maiores produtores de mel de abelha do Brasil, embora este ano a produção tenha sofrido uma grande queda devido à seca que assola as regiões produtoras, como Picos, Simplício Mendes e São Raimundo Nonato.

Mesmo com a seca, de janeiro a junho o Estado já exportou 1,234 milhão de quilos do produto, principalmente para os Estados Unidos. As exportações de mel renderam até agora US$ 3,8 milhões, o equivalente no câmbio atual a cerca de R$ 7,6 milhões.

O Governo do Estado incentiva a produção de mel no Piauí, com a construção e equipamento de casas do mel, hoje em maior número na região do Semiárido. A mais recente foi inaugurada pelo governador Wilson Martins na cidade de São Raimundo Nonato.

Fonte: Portal Cidade Verde em 18/07/12


Leia Mais:



Rede de Agricultura Sustentável
É um serviço de Cristiano Gomes e L&C Soluções Socioambientais

Siga-nos Twiiter rss Facebook Google+