Uso de algas marinhas nas plantações de tomate aumenta a colheita e preserva os nutrientes

Estudos de campo comprovam que a alga do tipo Lithothamnium contribui de forma significativa para a qualidade e a produtividade das lavouras

O proprietário de uma plantação de tomate no sudeste de Goiás decidiu fazer o teste: fertilizou uma área com o Algen Micron, o mais novo produto da Oceana Brasil, desenvolvido com a alga marinha Lithothamnium, extraída e beneficiada pela própria Oceana, líder brasileira no setor; nas áreas vizinhas, usou adubos convencionais. O resultado contemplou as expectativas do agricultor e dos técnicos da empresa, que acompanharam o teste.

 Na safra do segundo semestre de 2017, a colheita da plantação com Algen Micron registrou um aumento de 11 toneladas por hectare, em comparação com as outras áreas. Além disso, foi possível perceber uma melhoria nos aspectos nutricionais e no desenvolvimento dos frutos, com maior capacidade para suportarem o estresse hídrico (estiagem prolongada).

Características únicas do Algen Micron respondem por esses resultados altamente positivos. Sua formulação assegura energia e equilíbrio para a agricultura irrigada, nutrição e o condicionamento das propriedades químicas e biológicas do solo.

 A porosidade da estrutura vegetal da alga e as micros partículas do produto permitem a liberação imediata de seus nutrientes, podendo cobrir grandes extensões de forma prática e rápida. O Algen Micron pode ser aplicado na maioria dos equipamentos de irrigação, exceto em gotejamento. Produto 100% natural de alga marinha Lithothamnium , é homologado para uso na agricultura orgânica.

 Por esses e outros motivos, produtos à base de algas marinhas têm sido cada vez mais aplicados na agricultura por serem uma alternativa ecologicamente correta, apresentarem resultados excelentes e proporcionarem uma alta produtividade. No caso das algas do tipo Lithothamnium os benefícios são ainda mais expressivos: reúnem em sua constituição mais de 70 nutrientes de rápida absorção, com destaque para o cálcio e magnésio, além de substâncias orgânicas, como aminoácidos.

 A composição única dos produtos derivados da Lithothamnium também proporcionam excelentes resultados quando aplicados sozinhos ou em mistura com outros fertilizantes.

 Fonte:Portal do Agronegócio em 20-12-2017

Leia Mais:


Rede de Agricultura Sustentável
É um serviço gratuito de Cristiano Cardoso e L&C Soluções Socioambientais.