Do alfajor sem lactose ao tofu orgânico: conheça as apostas de empresas de Caxias no mercado de produtos naturais

Negócios da região procuram contemplar consumidores com restrições alimentares ou que optam por não comer produtos de origem animal

Além de consumidores que desejam agregar qualidade às refeições, o mercado de produtos naturais acaba contemplando também àquelas pessoas que possuem restrições alimentares ou que optam por não comer produtos de origem animal. Neste sentido, tem surgido em Caxias do Sul empresas que fazem alimentos para atender à demanda destes nichos.

Há três anos no mercado, a Bonne Santé tem como carro-chefe a produção de alfajores sem glúten e sem lactose. Ao todo, são produzidas em torno de 2 mil unidades do doce por mês, em quatro versões diferentes. Vendo potencial na atividade, a sócia da empresa Suzana Salvador deixou seu emprego em uma entidade empresarial, no final do ano passado, para se dedicar ao negócio. Na pequena fábrica caseira, ela tem a companhia do marido Anilton Salvador, responsável por fazer manualmente cada unidade da guloseima.

– Tudo é feito de maneira manual, porque é assim que as pessoas gostam (do alfajor). O consumidor quer um produto saudável e artesanal – aponta Suzana.

Até o final do ano, a Bonne Santé pretende dobrar a confecção de alfajores. Hoje, a marca vende para oito municípios gaúchos. A meta, no entanto, é aumentar os pontos de distribuição dos produtos da marca, que também fabrica pães integrais e tem planos de ampliar o portfólio. Em um primeiro momento, o objetivo é expandir a presença na Serra. Na região, a empresa vende para lojas em cidades como Caxias e Farroupilha e vai começar a fornecer para pontos em Carlos Barbosa, Flores da Cunha e Gramado.

Muitas vezes, uma ideia de negócio na área surge a partir de uma necessidade pessoal. Este foi o caso da caxiense Mônica Rossi. Ao se tornar vegetariana, alguns anos atrás, começou se preocupar mais com os alimentos que consumia. Até que, em 2017, decidiu montar sozinha a Massala Veg, uma agroindústria de tofu orgânico, alimento de origem oriental utilizado com frequência em pratos veganos. Como não estava dando conta dos pedidos, chegou fechar o negócio em 2018. No entanto, no início deste ano, com uma sócia, voltou a fabricar o produto.

– Produzimos entre 200 e 300 quilos de tofu por mês, mas já estamos pensando em ampliar a produção – comemora Mônica.

Atualmente, o produto é comercializado em feiras e em lojas de Caxias, Bento Gonçalves, Garibaldi e Farroupilha. O próximo passo da Massala Veg, segundo Mônica, será a criação de novos produtos. Até o final de março, a empresa deve lançar no mercado um pão de queijo vegano, feito com o tofu.

Fonte:Pioneneiro 04-03-2019


Etiquetas (Categorias - tags)

Leia Mais:



SIGA-NOS

TwiiterfeedFacebookYoutube"Whatsapp 88 9700 9062"Instagram