Tijucas do Sul recebe incentivo para produzir morango orgânico - 22/09/2009 14:36:47

O município de Tijucas do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, poderá se transformar num grande polo de produção e industrialização de morango orgânico. A idéia é atender a uma demanda crescente por produtos agroecológicos e orgânicos. A previsão é do secretário da Agricultura e do Abastecimento, Valter Bianchini, que assinou nesta terça-feira (22) o termo de convênio com a prefeitura de Tijucas do Sul e a Instituição Filantrópica Sérgius Erdely (IFSE), mantida pela Associação Paranaense de Cultura e que também executa atividades sociais junto à Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR).

Também assinados o convênio o secretário do Planejamento, Enio Verri, o prefeito José Altair Moreira e o vice-presidente da IFSE, Irmão Dario Bortololini. A proposta, além de incentivar o cultivo de morango orgânico, é implantar uma agroindústria para processamento da produção e capacitar técnicos e agricultores para o cultivo orgânico.

As unidades de capacitação também serão unidades de ensino e educação ambiental, disse o biólogo da IFSE Maurício Jansen, que elaborou o projeto. Segundo ele, deverão ser envolvidas cerca de 1.000 pessoas no projeto, das quais cerca de 400 produtores rurais, e o restante alunos das escolas locais.

LUGAR DO FUMO - O convênio, no valor de R$ 37 mil em recursos do governo do Estado, teve a participação da Secretaria do Planejamento, que atua junto com a Seab, em viabilizar propostas para substituição das lavouras de fumo no Estado. O projeto total prevê aplicações de cerca de R$ 100 mil.

A região de Tijucas do Sul é uma grande produtora de fumo e muitas vezes as famílias utilizam as crianças na atividade, considerada perigosa. Daí o envolvimento da Fundação Sergius Erdely e da PUC-PR, que têm o objetivo aumentar a renda e melhorar as condições de vida das famílias.

Para o secretário Enio Verri, o governo do Paraná libera recursos para o pequeno agricultor familiar que gera renda, emprego e fixa o homem na terra. “Tijucas é um município de baixo Índice de Desenvolvimento Urbano (IDH) e este convênio representa a raiz para o crescimento de outros empreendimentos que certamente vão melhorar a qualidade de vida dos pequenos produtores”.

Conforme o chefe do núcleo da Seab de Curitiba, Eduardo Dornellas, que vai acompanhar a execução do projeto, a produção de orgânicos no município de Tijucas tem como objetivo também de estimular a preservação ambiental da localidade. Ele explica que a bacia do Rio da Várzea, onde está o município, deverá ser utilizada no futuro como abastecedora de água de Curitiba.

A substituição do cultivo de fumo já é uma preparação para a preservação ambiental da localidade, que também tem grande potencial para o turismo rural. A produção orgânica é a atividade ideal para ser explorada junto com o turismo, explicou o secretário Bianchini.

O prefeito José Altair Moreira está confiante. “Temos de oferecer alternativas para os produtores de fumo e esse projeto veio na hora certa”, disse. Para o gerente regional da IFSE, Wilson José Xavier Pedro, a formação será didática para os produtores e suas famílias,

Segundo Pedro, o objetivo da entidade é educar num sentido amplo, sem se restringir ao ensino formal. “Queremos contribuir com a melhoria da renda familiar e atingir os filhos dos agricultores com os programas de treinamento”, disse o Irmão Dario Bortolini.
Arquivos anexados: 2209 morango.doc

++++++++++++++++

Leia Mais:

Mais notícias   Associe-se