Fábrica produzirá adubo com pó-de-serra no Nortão

Deve entrar em funcionamento nos próximos 20 dias uma usina de compostagem, inaugurada na semana passada, no município de Nova Santa Helena (130 km de Sinop). A unidade vai produzir adubo orgânico utilizando como principal matéria-prima o pó-de-serra. Segundo o secretário de Agricultura e Meio Ambiente do município, e coordenador do Pólo Portal da Amazônia, Luiz Gonzaga Ferreira da Silva, a fábrica vai reaproveitar o material que hoje é um problema para muitos municípios, já que não pode ser queimado.

“Só em Itaúba nós temos pó de serra para trabalhar cerca de dez anos”, enfatizou. Além do pó-de-serra serão utilizados na fabricação do adubo resíduos de aviários, fosfato natural e bio-catalisador na decomposição dos ingredientes. O adubo deve favorecer plantações de guaraná orgânica, em Nova Santa Helena, e de café orgânico, em Alta Floresta.

O projeto, viabilizado com recursos do Ministério de Desenvolvimento Agrário (MDA), que investiu R$ 97,6 mil na obra, e contrapartida da prefeitura, com R$ 9,7 mil, também visa oferecer um produto mais barato para produtores da região. “Nossa intenção, a princípio, é atender os 16 municípios que integram o pólo Portal da Amazônia, mas podemos expandir de houver demanda”, acrescenta.

O secretário destaca que a arroba do adubo poderá ser adquirida por cerca de R$ 270, enquanto que o adubo químico custa, dependendo da fórmula, R$ 800. A usina vai empregar sete pessoas. Todas devem passar por treinamentos nos próximos dias.

site: agronoticias


Leia Mais:



Rede de Agricultura Sustentável
É um serviço de Cristiano Gomes e L&C Soluções Socioambientais

Siga-nos Twiiter rss Facebook Google+