Projeto "Roça sem Queimar" apresenta agricultura ecológica

Juraci Dias da Costa foi um dos agricultores que apresentou uma experiência agroecológica como alternativa à utilização do fogo. O projeto "Roça sem queimar" foi desenvolvido Altamira, na região da Transamazônica e Xingu por cerca de 150 famílias que tinha até 200 hectares de terras para desenvolver as experiências. Iniciado em 2000, ele realizou oficinas teóricas e práticas que já começam a dar bons resultados, considerando que o trabalho é considerado de ciclo longo. Segundo Juraci, os agricultores da região trabalhavam com o método tradicional de queima e broca da área, que provocava a degradação da terra. Com isso, a cada ano, eles eram "obrigados a avançar em novas roças. Nós então procuramos alternativas para que os agricultores pudessem fazer o preparo de área sem a utilização de fogo, potencializando a matéria orgânica, com isso produzindo por vários anos numa mesma área", explicou. E como líder da Fundação Viver, Produzir e Preservar, ele diz que os resultados são muito bons: "O nosso projeto trabalhou sem a utilização de fogo e nenhuma espécie de adubo químico ou defensivo agrícola, onde foram implantados desde as culturas anuais, como milho, feijão e mandioca, e também as culturas perenes da região, como pimenta do reino, o café, o cacau e cupuaçu. Como resultados, respondemos para os agricultores que é possível produzir sem utilizar o fogo; e muitos já triplicaram as culturas iniciais. Há até um caso de um produtor de bananas que já está inclusive fornecendo frutos para uma fábrica, dada às qualidades de suas produção", comemora. (Radiobras - 20/09/2004 )

fonte: RA - AGROECONOTAS 108 por "selvmel" <[email protected]> em , 4 Nov 2004 às 11:53:41

Leia Mais:

Mais notícias   Associe-se