? Ronaldinho Gaúcho vira sócio de energético orgânico com água dos Alpes

Ronaldinho Gaúcho vira sócio de energético orgânico com água dos Alpes

O ex-jogador de futebol Ronaldinho Gaúcho, 37, e o também ex-jogador Fabio Ricardo, 41, resolveram fazer uma parceria em uma área diferente. Lançaram o energético Vrauu Energy Drink, bebida produzida na Áustria com água dos Alpes e açúcar orgânico extraído da beterraba. Além de sócio, Ronaldinho Gaúcho é garoto-propaganda do produto.

Os dois se conheceram por meio de Roberto de Assis Moreira, 46, irmão de Gaúcho, que jogou futebol na Suíça na mesma época em que Ricardo, apesar de atuarem em times diferentes (Assis no Sion e Ricardo no Zurich e no Baden, nos anos 1990).

Apesar de a bebida ser feita no exterior, a comunicação da marca e o design da lata remetem ao Brasil, com as cores da bandeira nacional, segundo a empresa. A embalagem também traz a imagem de um rinoceronte, para remeter à força, dizem os sócios. No Brasil, a empresa é registrada como Gavina Comercial Importação e Exportação S/A.

O produto foi lançado em agosto e já é vendido em Alagoas, Goiás, Minas Gerais, Pará, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo e Sergipe. Também é vendido no exterior, na Áustria, Suíça e Itália, e o objetivo é exportar para outros países. Turquia, Alemanha, México e China são alguns dos que estão no radar, diz a empresa.

Para 2018, preparamos a entrada no mercado russo, aproveitando a Copa do Mundo. Sou garoto-propaganda e embaixador global da marca. Vamos investir muito em imagem e networking para ajudar no crescimento internacional.

Ronaldinho Gaúcho, sócio e garoto-propaganda

Investimento total de R$ 20 milhões

Gaúcho não revela quanto investiu, mas diz que terá participação de 50% no faturamento líquido [após os descontos]. Fabio Ricardo diz que o investimento total no negócio foi de R$ 20 milhões. Ele diz ter contratado um ex-químico que trabalhou por muitos anos na Red Bull, empresa concorrente.

"Queremos que o produto siga o mesmo caminho da Red Bull, mas nosso preço é sempre 30% abaixo do deles", diz Ricardo. Segundo ele, a latinha de Vrauu de 250 ml custa entre R$ 4,50 a R$ 4,99 nos mercados, enquanto a concorrente custa de R$ 6 a R$ 7,99.

"É um mercado difícil, competitivo, mas estamos tendo sucesso", diz o empresário. A empresa não divulga o faturamento nem o lucro até o momento. 

Segundo a fabricante, as principais diferenças em relação ao concorrente são: o açúcar extraído da beterraba, a água dos Alpes austríacos (que passa sete vezes pelo processo de filtragem para torná-la mais pura e cristalina), a maior quantidade de vitaminas B6 e B12 e a aplicação da substância taurina quatro horas antes do envase para manter a qualidade da matéria-prima. 

Depender de garoto-propaganda é arriscado

O mercado de bebidas não alcoólicas, como energéticos e isotônicos, é grande e altamente competitivo, exigindo altos investimentos em marketing, segundo Luciano Salamacha, professor do MBA da FGV (Fundação Getúlio Vargas) e especialista em gestão de negócios. Segundo estudo da consultoria Euromonitor International, o segmento movimentou R$ 91 bilhões no Brasil em 2016.

Nesse mercado, qualidade nem sempre é fator fundamental. O produto deve ser analisado sob o olhar do cliente: quem consome energéticos está preocupado com a saúde, com a ingestão de alimentos orgânicos? Ou será que se preocupa mais com o efeito da bebida no organismo, em estender a resiliência do corpo?

Luciano Salamacha, professor do MBA da FGV

Ele também diz que é preciso ter cuidado com a dependência do garoto-propaganda para divulgar o produto.

Acreditar na visibilidade de Ronaldinho Gaúcho para promover a marca pode ser perigoso. Ele já passou do auge da carreira, e os jovens de hoje não são fiéis a ídolos.

Gaúcho atualmente mora no Rio de Janeiro e participa de eventos relacionados ao futebol.

Produto tem contraindicações

Segundo a nutricionista Andrea Marim, o consumo de energéticos provoca o aumento do estado de alerta para a mente e para o corpo e tem contraindicações.

Não devem consumir pessoas que tenham arritmia cardíaca, pois a cafeína aumenta a frequência cardíaca. Algumas pessoas podem apresentar alguns efeitos colaterais do excesso de cafeína, como insônia, agitação, dor de cabeça, sensação de ansiedade, palpitação.

Andrea Marim, nutricionista

Segundo ela, não é recomendado o consumo de energéticos com bebidas alcoólicas, como é comum em festas. "O álcool irá potencializar o efeito do energético. As pessoas com transtornos psicológicos e cardíacos devem tomar muito cuidado com essa mistura."

Onde encontrar:

Vrauu Energy Drink - www.vrauuenergydrink.com.br

Fonte:UOL em 11-12-2017


Leia Mais:



SIGA NOS