700 famílias e um objetivo: a produção de orgânicos

 

Na 'Família Orgânica', com sede em Itatiba (SP), há mais de 400 itens, vendidos para várias regiões

PUPIN E O CULTIVO DE ESPINAFRE - Tudo começou com a venda de almeirão para uma colega

Um maço de almeirão. Esta foi a primeira hortaliça cultivada organicamente vendida para um colega do antigo trabalho. Era julho de 2006, quando a intenção do educador Dercilio Aristeu Pupin, de Itatiba (SP), era iniciar uma pequena produção de legumes e verduras para atender à própria família e, quem sabe, vender o excedente para pessoas interessadas em alimentos cultivados sem adubo químico e agrotóxicos.

Hoje sua clientela espalha-se por várias cidades do interior, fiel consumidora não somente de maços de almeirão, mas de mais de 400 itens, como vários tipos de legumes, grãos, folhas, raízes, farinha, ovos, leite, frutas, ervas aromáticas e queijo. Tudo cultivado organicamente e certificado pelo IBD. Até perfumes, produtos de higiene doméstica e pessoal, além de extratos florais e bucha vegetal incorporam o leque de opções.

PARCERIAS
Só que Pupin já não produz tudo isso sozinho. Atualmente, 700 famílias, a maioria da região de Campinas, participam da "Família Orgânica", a marca pela qual os produtos são distribuídos. "A palavra-chave é parceria", diz Pupin. "Temos um produtor de grãos em uma localidade distante, outro que produz leite aqui perto, um terceiro que planta uma cultura diferente e assim vai."

MORANGO ORGÂNICO - Produtividade equivalente ao convencional

As vendas começaram pelo sistema delivery. A entrega de porta em porta, ainda bastante usada pelo grupo, é uma das formas de comercialização. Pupin cuida da logística de pegar os pedidos, organizar as entregas e coordenar a administração do tempo em que o alimento é tirado do campo até o consumidor final. Quase tudo é feito pela internet, da lista disponível de produtos até os pedidos e pagamentos. A sede da Família Orgânica é na Fazenda Pereiras, em Itatiba.

O engenheiro agrônomo Matias Weier Vargas é um dos proprietários da Fazenda Pereiras e um dos produtores-parceiros. Ele cultiva 10 hectares de um total de 170 hectares disponíveis na fazenda, que são utilizados pelos irmãos para outras atividades agrícolas, como criação de gado e plantio de café. Entre as opções de legumes e hortaliças orgânicos estão ervilha torta, brócolis, alface, agrião d?água, couve manteiga, repolho, abobrinhas menina e italiana, além de banana, morangos e ervas aromáticas e medicinais, como erva-cidreira, camomila, orégano e hortelã, entre outras. O volume e o tipo de produto vendido pela Família Orgânica depende do resultado de cada planta e da estação do ano. Por semana, Vargas diz que são vendidas 2 toneladas, sendo 300 quilos por delivery. "E temos espaço para crescer mais", diz Vargas.

Fonte:O Estado de S.Paulo - 2 de setembro de 2009


Leia Mais:



Rede de Agricultura Sustentável
É um serviço de Cristiano Gomes e L&C Soluções Socioambientais

Siga-nos Twiiter rss Facebook Google+