Agricultura orgânica é potencializada em Propriá, SE


Foi com a orientação de forma prática voltada para o homem do campo que o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) realizou o curso de Olericultura Básica promovido a alunos de Propriá, que teve fim na terça-feira (31).

As operações desde os tratos culturais de uso da terra, como irrigaçao, adubaçao, aplicados no cultivo orgânico foram discutidos amplamente durante os três módulos da capacitação. Cada módulo teve duração de 24 horas e contou com 15 alunos. A Olericultura Básica representa atividade muito importante para o trabalhador rural. Com mais essa ferramenta, ele pode visar a produçao de hortaliças para o seu próprio consumo e como atividade comercial.

De acordo com o presidente do Conselho Administrativo do Senar, Eduardo Sobral, o curso foi criado para atender a uma solicitação do Sindicato Rural Patronal de Japaratuba, que por sua vez, foi procurado pelos agricultores do baixo São Francisco. “Alguns dos alunos são técnicos agrícolas formados pelo Instituto Federal de Sergipe, outros são agricultores antigos, no entanto, todos tinham o mesmo objetivo, aumentar a produção, mas com uma ressalva, tudo deveria ser produzido de forma orgânica”, conta Sobral.

Outro ponto importante do curso, é que com o aprendizado, os alunos podem multiplicar as informações, oferecendo a assistência a outras famílias que também trabalham com agricultura familiar.

De acordo com o engenheiro agrônomo e instrutor do Senar, Thiago Tavares, todo o curso foi pensado para a produção de alimentos orgânicos. Eles aprenderam a parte básica da agricultura orgânica que é o planejamento de horta, na segunda fase, o significado da agricultura orgânica, para que ela serve, quais os benefícios de uma agircultura mais saudavel, onde o meio ambiente e a saúde das pessoas estão em primeiro lugar, depois foi
iniciada a parte prática, trabalhando diretamente com a horta.

Fonte: O Globo em 01/08/2012 18h22


Leia Mais:



SIGA NOS

-->