Epagri incentiva produção orgânica de banana em Sombrio e Ermo

Extensionistas da Epagri dos dois municípios propuseram a união dos agricultores

No sentido de incentivar a produção orgânica na bananicultura, uma série de ações da Epagri vem acontecendo em Sombrio, município da região de Araranguá. Dentre estas ações estão oficina sobre Certificação Participativa e Auditada, reuniões sobre cooperativismo e rastreabilidade, além de orientações sobre a produção mais sustentável na bananicultura. Atualmente, a área produtora de banana orgânica com certificação, em Sombrio, é de apenas 3 hectares.

No município de Ermo, a área de bananais com certificação auditada é de 15,5 hectares. Contando com o acompanhamento técnico da Extensionista da Epagri local Glaura Mendes Perufo, os frutos dessa área são de excelente qualidade e ótima produtividade.

Visando otimizar as ações de capacitação e o fortalecimento do grupo, assim como troca de experiências, as extensionistas da Epagri dos dois municípios propuseram a união dos agricultores.

Apesar de pequena área produtora de banana certificada, Sombrio conta com 80 ha de bananais em estágio de transição, do sistema de produção convencional para o sistema orgânico. Em 2019, essas áreas de produção receberão a certificação de produto orgânico por meio da certificação participativa. “Este período de mudança é um momento muito difícil para os agricultores, mas a fruta produzida em Sombrio também está mantendo uma ótima qualidade.” disse Mirielle de Oliveira Almeida, extensionista do escritório municipal de Sombrio.

Dando continuidade a estas ações, as extensionistas dos municípios organizaram uma excursão para o norte do estado nos dias 5 e 6 de setembro. No primeiro dia foi feita uma visita à Unidade de Referência Técnica em Corupá. Nessa propriedade modelo, o extensionista da Epagri George Livramento apresentou o trabalho desenvolvido ao longo dos anos, com uma abordagem prática de produção de banana de maneira sustentável. Em seguida, o grupo visitou a Cooper Rio Novo.

No segundo dia de excursão, foi feita a visitação à Cooperban em Massaranduba e à Estação Experimental da Epagri de Itajaí. Além da parte produtiva foram abordadas as experiências das cooperativas de agricultores familiares, novas cultivares, produção de mudas de qualidade e manejo orgânico do moleque-da-bananeira, praga chave da cultura. A recepção do grupo envolveu equipe formada por agricultores familiares, gerência regional de Joinville, técnicos e pesquisadores da Epagri que compartilharam generosamente suas vivências.

No último dia 6 de novembro, os escritórios da Epagri de Ermo e Sombrio, com o apoio da prefeitura municipal de Ermo realizaram uma viagem técnica para o CEASA de São José/SC. A viagem teve como objetivo articular a comercialização da banana orgânica produzida pelo grupo. A instituição foi apresentada aos agricultores pelo engenheiro-agrônomo André de Medeiros, que na ocasião conversou sobre o volume de comercialização anual de banana, épocas de maiores ofertas e demandas, regras de comercialização no CEASA e rastreabilidade dos produtos agrícolas.

Fonte:: ADR Ararangua - Epagri

Leia Mais:

SIGA NOS