Marcelo já tem uma cama de cultivo no Palácio de Belém

O Presidente da República já tem uma horta biológica, com plantas e ervas aromáticas. Trata-se de uma cama de cultivo instalada pela Noocity, uma startup do Porto que já exporta para França, Dinamarca e Brasil.

A Noocity, uma "startup" sediada no Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto (UPTEC), tem ganho vários prémios com uma solução que permite aos cidadãos urbanos cultivar alimentos, de forma sustentável, em plena cidade.

No ano passado, venceu o último "Pitch Day" da Escola de Startups do UPTEC e o 8.º Prémio Nacional Indústrias Criativas Super Bock/Serralves, tendo sido então premiada com um cheque de 25 mil euros.

Fundada por José Ruivo, Leonor Babo e Pedro Monteiro, a Noocity desenvolveu uma solução considerada inovadora. Denominada "growbed", trata-se de uma cama de cultivo com um sistema de sub-irrigação (auto-rega) integrado.

A Noocity garante que esta solução tem "uma autonomia de três semanas, diminui consideravelmente a evaporação, a frequência da rega e permite reter água das chuvas, ajudando ao consumo até 80% menos água que uma horta convencional e possibilitando quase o dobro da produtividade".

Por ser modular, "pode ser utilizada individualmente ou em conjunto, permitindo várias configurações de horta e adaptando-se a diferentes tipos de espaço". Uma solução que, afiança a empresa, já está a ser exportada para países como a França, Dinamarca e Brasil.

Acontece que a empresa do Porto convenceu o Presidente da República a instalar uma "growbed" na sua residência oficial.

"A Noocity instalou uma horta biológica com plantas e ervas aromáticas no Palácio de Belém. Marcelo Rebelo de Sousa já experimentou o sistema criado pela ‘startup’ portuguesa, que reduz o consumo de água e se adequa às necessidades da espécie plantada", avança a empresa, em comunicado.

"O Presidente da República não ficou indiferente quando apresentamos a Noocity e sugerimos instalar uma ‘growbed’ no Palácio de Belém. Mudar comportamentos urbanos, bem como os hábitos de consumo, alimentares e ambientais são valores com os quais Marcelo Rebelo de Sousa se identifica", afirma José Ruivo, CEO da "startup".

Fonte:Negocios em 23-03-2017 por Rui Neves


Leia Mais:



SIGA NOS