Plataforma virtual abre canal direto entre produtor e consumidor de orgânicos no Brasil

Rio de Janeiro - A Sociedade Nacional de Agricultura (SNA) apresentou aos visitantes da Biofach America Latina – feira de negócios do setor de orgânicos – uma nova plataforma virtual. O canal abre comunicação direta entre produtores e consumidores de orgânicos e faz parte do Projeto OrganicsNet.

“Estamos lançando dentro da plataforma um fórum para as pessoas que estão no mundo orgânico”, disse à Agência Brasil a diretora da SNA e coordenadora do Projeto OrganicsNet, Sylvia Wachsner. O fórum engloba pesquisadores, agricultores orgânicos, mercado varejista e a rede de consumidores de orgânicos.

Wachsner disse que um dos objetivos do fórum é agregar valor ao produto orgânico, uma vez que todos os produtores vão poder falar uns com os outros, o que aumentará o nível de informação entre eles. A ideia é difundir cada vez mais o conceito do consumo responsável de produtos orgânicos, além de fornecer dados sobre legislação, certificação e técnica de produção, visando a dinamizar mais a produção de orgânicos no país. “Para que o consumidor tenha mais informações”.

A plataforma do OrganicsNet é a única do gênero no Brasil. Ela conta com a colaboração da empresa júnior da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC/RJ) e está presente em mídias sociais, como Twitter e Facebook.

O OrganicsNet lançou também a primeira loja virtual de varejo na plataforma, a Amora Verde, onde poderão ser comercializados produtos oferecidos pelos produtores cadastrados.

A diretora da SNA salientou que a expansão do setor de orgânicos no Brasil depende da continuidade, no próximo governo, do apoio dado pelos ministérios da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário. “Esperamos que o novo governo continue apoiando, porque só com ajuda do setor público, o exército de produtores orgânicos, como eu chamo, vai poder ficar mais forte e crescer.”

De acordo com dados do Censo Agropecuário de 2006 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), existem no Brasil cerca de 90 mil produtores orgânicos em 800 mil hectares certificados. Sylvia acredita que com a nova regulação que entra em vigor a partir de janeiro de 2011, o país começará a criar as primeiras estatísticas reais sobre a produção orgânica.

Além de apresentar a nova plataforma virtual, o projeto OrganicsNet lançou na Biofach América Latina produtos inovadores das empresas que integram a rede. Entre eles, destacam-se os biscoitos de arroz com algas, da Cultivar Brazil; milho de pipoca orgânico, da ViaPaxBio; a primeira ração humana Fibrativa Orgânica, da Ecobio; o sabonete para animais feito da árvore indiana Neem, da Preserva Mundi.

Fonte: Agência Brasil em 06/11/2010 por Alana Gandra

Leia Mais:

Mais notícias   Associe-se