Produtores do Amazonas comercializam pela primeira vez para o PAA Orgânico


Cerca de 40 famílias amazonenses serão beneficiadas com a comercialização de frutas, legumes e verduras orgânicas pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), para a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Essa é a primeira vez que a Conab recebe uma proposta para o PAA Orgânico na Região Norte. O Programa é desenvolvido em todo país, também através da Secretaria de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead).
Segundo o Superintendente Regional da Conab do Amazonas, Antônio Batista, estimular os agricultores a produzirem orgânicos é de extrema importância para toda a região Norte. “Este ano, priorizamos 5% dos recursos destinados para o PAA no Amazonas para propostas de produtos orgânicos, então conseguimos formalizar essas duas primeiras compras”, afirmou.
No valor de R$ 140 mil, a proposta encaminhada à Conab pela Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS), do Governo do Amazonas, vai beneficiar a Associação dos Agricultores da Comunidade São Francisco, de Rio Preto da Eva que fica a 57 quilômetros a nordeste de Manaus, e também a Associação de Produtores Orgânicos do Amazonas (Apoam), que reúne família de diversos municípios, incluindo Manaus.
Os alimentos serão destinados a instituições sociais sem fins lucrativos, como creches, cozinhas comunitárias, entre outras, atendidas pelo Programa Mesa Brasil do Serviço Social do Comércio (Sesc).
Orgânicos
A agricultura familiar brasileira tem papel fundamental na produção de alimentos saudáveis. Segundo dados do Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, existem 12 mil produtores de orgânicos no Brasil – desses, 70% são familiares.
Segundo o coordenador-geral de Formação de Técnicos de Assistência Técnica e Extensão Rural, Gereissat Rodrigues, da Sead, essa linha é responsável por oferecer subsídios e permitir que o produtor desenvolva um trabalho na produção de alimentos mais saudáveis. “O modo agroecologia é o responsável por oferecer esse subsídio, permitir que o produtor desenvolva um trabalho na produção de alimentos mais saudáveis”, afirmou.
PAA
O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) utiliza mecanismos de comercialização que favorecem a aquisição direta de produtos de agricultores familiares ou de suas organizações, estimulando os processos de agregação de valor à produção.
Os agricultores familiares podem vender para o PAA de forma individual ou coletiva - por meio de cooperativas da agricultura familiar de que façam parte. As compras são realizadas pelos Governos Estaduais e Prefeituras Municipais que participam do programa, e pela Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB), com recursos do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead).

Fonte:Portal do Ministério do Desenvolvimento Agrário em 20/09/16 por Talita Viana



Leia Mais:



Rede de Agricultura Sustentável
É um serviço de Cristiano Gomes e L&C Soluções Socioambientais

Siga-nos Twiiter rss Facebook Google+