Tudo funciona em torno do cultivo de alimentos orgânicos e preservação do ambiente

Faz a diferença. Produção de alimentos orgânicos é sinônimo de preservação da natureza e coloca Três Coroas em evidência


Esse tipo de plantio vem conquistando um espaço cada vez maior na agricultura, embora seja uma tarefa difícil pois o cenário ainda é dominado pelo modo convencional. No Vale do Paranhana há uma associação chamada Grupo Agroecológico Raiz, fundada em dezembro de 2016, que se destaca no trabalho de preservação da cultura desse plantio e cultivam produtos de forma orgânica. O que isso tem a ver com o desenvolvimento sustável? Tudo. A produção destes alimentos segue normas rígidas no que diz respeito ao não uso de qualquer tipo de agrotóxico, se apropriando de princípios agroecológicos para a utilização responsável do solo e dos demais recursos naturais que o meio ambiente disponibiliza. O Repercussão Paranhana visitou o sítio da Família Hirt, no bairro Águas Brancas para conhecer o processo e entender os benefícios que ele traz para o meio ambiente. Sérgio e Paulo Hirt, proprietários do local, são irmãos e há cerca de três anos se dedicam ao cultivo destes alimentos. Sobre os malefícios do uso de pesticidas e adubos industrializados, Sérgio esclarece o porquê de não usar. “Tanto o agrotóxico quanto os adubos químicos permanecem no solo, então além de contaminar o solo, prejudica o lençol freático, então o dano para o meio ambiente é grande” explica.
Boa parte dos 26 hectares de terra da propriedade servem para cultivar os mais variados tipos de alimentos, que vão da banana ao mel, de forma 100% orgânica.

EMATER PRESENTE NAS AÇÕES
Carla Faes, esposa de Sérgio e uma das responsáveis pelo andamento da produção orgânica no sítio, destaca a importância da EMATER no desenvolvimento desse cultivo. “Eles ajudam em muita coisa. Existe uma troca de informações com outros grupos do Estado também, aí estamos sempre aprendendo. ” João Rocha, chefe do escritório da EMATER da cidade explica que a entidade oferece capacitações para que o produtor entenda, também, os benefícios dessa produção para o meio ambiente.


Capacitação

Rocha também fala sobre as capacitações que a Emater proporciona aos produtores que pretendem aderir à ideia. “Temos centros de treinamento no Estado para as pessoas participarem de cursos, entendendo o que é a produção orgânica e toda a sua necessidade prática. ” Segundo ele, a EMATER entra com um processo de formação, mas também dá a possibilidade aos produtores de participarem de cursos de especialização.

Embora não exista a necessidade de uma certificação imediata, João também explica sobre a importância da certificação. “Vai se construindo um caminho até a certificação. Que muitas vezes é fundamental, para que possa fazer a venda de forma adequada, ela é extremamente importante, porque aí o produtor tem direito ao selo orgânico atestando a qualidade do produto”, comenta.

Texo de Lilian Moraes em 08/07/2019

Etiquetas (Categorias - tags)

Leia Mais:



SIGA-NOS

TwiiterfeedFacebook"Whatsapp 88 9700 9062"pinterestlinkedinInstagramYoutube