Sead leva café orgânico feminino para a Bio Brazil Fair


A história desse café está ligada à luta diária das mulheres do campo, embora em seu cheiro e gosto predomine a doçura dos grãos selecionados, que o torna diferente e especial. Plantado e colhido no Sul de Minas Gerais, o Café Familiar da Terra – Orgânico Feminino deu voz a um grupo de mulheres da Cooperativa dos Agricultores Familiares de Poço Fundo (Coopfam), município onde elas vivem. Na Bio Brazil Fair | Biofach América Latina - Feira Internacional de Produtos Orgânicos e Agroecologia, o café será um dos destaques no estande coletivo da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), que tem outros nove empreendimentos selecionados por meio de chamada pública.

O café orgânico feminino da Coopfam surgiu depois da criação do grupo das Mulheres Organizadas Buscando Independência (Mobi). A ideia surgiu pela busca de um produto com a cara delas e com a marca de luta. “Começamos a lutar por isso, fizemos muitas e muitas reuniões, foi empenho mesmo das mulheres para conseguir”, conta a agricultora familiar Silvania Regina Tere, de 48 anos, cooperada há seis anos.

O Mobi também gerou outros frutos na comunidade, em Poço Fundo. Unidas, as mulheres também começaram a produzir artesanatos feitos a partir das palhas e da borra de café, além de cultivarem flores. No entanto, será o café que as representará na maior feira de orgânicos da América Latina. Feito a partir de grãos arábicas, o blending é diferenciado. Faz com que a bebida tenha doçura e leveza. Para que assim seja, os cafés são escolhidos e selecionados por especialistas que os provam antes de serem beneficiados. 

Outro segredo é a quantidade de luz e calor a que são expostos. Quanto mais sol, mais doces ficam. Dessa forma, o processo de secagem, apesar de natural, também é especial. O café também possui um valor agregado a cada saca, que é revertido para ações do Mobi, como capacitações e compra de produtos para a produção de artesanatos.  

Além dessa linha, a Coopfam levará para São Paulo os cafés “Orgânico”, “Sustentável” e grãos in natura divididos pelas classificações: orgânico, com certificação Fair Trade, e especiais.  

Para o presidente da Coopfam, Clemilson José Pereira, de 40 anos, a participação na Bio Brazil Fair é muito importante para os agricultores. “Representa muito para nós. Conseguimos vendas diretas com os compradores, o que agrega valor ao nosso produto, e além disso também tem a questão da autoestima do produtor. Os compradores vêm visitar a cooperativa, as propriedades, então essa relação faz com que os agricultores queiram sempre produzir mais e melhor”, afirma Pereira. 

Filho de agricultores familiares, Clemilson também destaca que os cafés contribuem para a sucessão familiar no campo. “A cooperativa tem aproximado os jovens familiares pelo reconhecimento do que é produzido. Eles têm tido motivos para continuar. Com as feiras, então, vendendo bem, a gente dá condições ao produtor familiar para permanecer no campo tendo uma vida digna”, observa o representante. 

A feira 

A Bio Brazil Fair | Biofach América Latina - Feira Internacional de Produtos Orgânicos e Agroecologia acontece entre os dias 7 e 10 de junho em São Paulo e é considerada o maior evento de negócios de produtos orgânicos da América Latina. Tem como objetivo oferecer a produtores e fabricantes a oportunidade de alavancar vendas, captar novos compradores e disseminar os benefícios dos produtos orgânicos. Participam do evento produtores, indústrias, projetos governamentais, fornecedores de insumo e tecnologia, certificadores e consultorias. Este é o grande encontro anual do mercado orgânico no Brasil. 

Fonte:Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário em 24-05-2017 por Ingrid Castilho



Leia Mais:



Rede de Agricultura Sustentável
É um serviço de Cristiano Gomes e L&C Soluções Socioambientais

Siga-nos Twiiter rss Facebook Google+