"Preços dos produtos orgânicos têm baixado nos últimos anos"

Os alimentos orgânicos, sejam in natura ou processados, passam por constantes auditorias para serem certificados como, de fato, orgânicos. O selo do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica, dado por certificadoras cadastradas junto ao Ministério da Agricultura, garante que os produtos embalados e processados estão mesmo de acordo com a lei.

Alimentos a granel, como os hortifrutigranjeiros vendidos nas feiras orgânicas da Prefeitura, devem ter uma identificação, como plaquinhas indicando que também estão em conformidade. São essas certificações e identificações que são monitoradas pela Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Smab).

Os preços dos orgânicos têm baixado consideravelmente, nos últimos anos, mas esses alimentos livres de fertilizantes ainda são mais caros que os convencionais, que têm maior escala de produção devido ao uso de fertilizantes e agrotóxicos. Além disso, os custos dos produtos orgânicos são mais elevados porque os agricultores dependem de capinas manuais, o que exige um grande volume de mão de obra. Além disso, o maior custo de adubos orgânicos, o menor volume transportado e a menor durabilidade tornam o produto final mais caro. Duas feiras noturnas da Prefeitura oferecem produtos orgânicos.

Fonte:Agora Paraná em 13-11-2017


Leia Mais:




SIGA NOS