Murici ganha unidade demonstrativa de manejo orgânico da laranja lima

Implantação aconteceu nessa quinta-feira (13), com a presença de aproximadamente 30 fruticultores da região

Os produtores rurais da região do Vale do Mundaú têm mais um motivo para comemorar. Nessa quinta-feira (13), foi inaugurada mais uma unidade demonstrativa de manejo orgânico, dessa vez no município de Murici. A ação, que contou com a presença de aproximadamente 30 fruticultores da região, vai promover o aperfeiçoamento das práticas de plantio e colheita da cultura de laranja lima.

Incentivada a partir de solicitações dos próprios agricultores locais, a implantação da unidade possibilita o acesso às orientações técnicas, com o objetivo de atender um maior número de produtores em menor espaço de tempo.

A primeira atividade da unidade demonstrativa foi voltada para a marcação de área e plantio de mudas. Posteriormente, através de consultores especializados, serão repassadas orientações como condução do pomar, preparo de compostos orgânicos, biofertilizantes, controle de doenças e pragas.

De acordo com a gestora do Arranjo Produtivo Local (APL) Fruticultura no Vale do Mundaú, Valdelane Tenório, o funcionamento da unidade deve fomentar a produtividade local.

“A implantação de mais uma unidade demonstrativa tem o potencial de deixar o produtor em contato direto com novas técnicas voltadas para a melhoria da qualidade dos frutos e, consequentemente, o aumento da produtividade, levando sempre em consideração o que segue a Lei de Orgânicos”, ressaltou Valdelane Tenório.

As mudas plantadas na instalação foram doadas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), em uma missão técnica realizada na Bahia pela coordenação APL Fruticultura no Vale do Mundaú.

Unidades demonstrativas

Atualmente, estão em atividade 12 unidades demonstrativas de manejo orgânico para as culturas da banana e da laranja, distribuídas nos municípios Santana do Mundaú, União dos Palmares, Branquinha, São José da Laje, Ibateguara e Murici.

Com atividades técnicas realizadas quinzenalmente, as unidades beneficiam mais de 350 produtores, incentivados pela transição do manejo convencional para o orgânico. Além dos benefícios na produção e integração entre os produtores e instituições, as atividades promovem a mudança de hábitos entre os agricultores, incentivando a produção orgânica com foco em uma alimentação saudável e sustentável.

O APL Fruticultura no Vale do Mundaú faz parte do Programa de Arranjos Produtivos Locais (PAPL), coordenado pelo Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), em parceria com o Sebrae.

Fonte: Agencia Alagoas de Moticias por Andressa Alves em 14/08/2015

Leia Mais:

Mais notícias   Associe-se