Governo vai estimular produção de alimentos orgânicos

O governo brasileiro vai enfatizar a produção de alimentos orgânicos, acompanhando a tendência mundial, afirmou o assessor técnico da Secretaria de Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Jean Pierre Medaets.

Ele participou do 5º Congresso de Agribusiness, promovido pela Sociedade Nacional de Agricultura, no qual ressaltou a importância dos produtos orgânicos para vários segmentos da agricultura brasileira, a começar pelo próprio agricultor familiar, que tem custos de produção reduzidos, menos injeção de recursos externos, melhores condições ambientais e de qualidade de vida para sua família. Também o consumidor é beneficiado, segundo o assessor, na medida em que existe um sistema produtivo que garante a entrega de produtos isentos de contaminações por resíduos químicos ou de manipulação genética.

Medaets acrescentou que, para o crescimento do país, a produção orgânica é positiva tanto no ambiente microeconômico, englobando o desenvolvimento de produtos locais e a manutenção dos recursos na economia da região, como no ambiente macroeconômico.

Ele argumentou que se os quatro milhões de agricultores familiares passarem a produzir orgânicos, que necessitam de poucos insumos externos, haverá um efeito favorável na balança comercial pelo lado das importações e também pelo lado das exportações, já que o país exportará um produto de maior valor agregado.

O governo ainda não dispõe de dados estatísticos oficiais sobre a produção de orgânicos no Brasil. Os números disponíveis são fornecidos pelos organismos certificadores e variáveis de ano a ano, explicou o assessor.

Segundo Medaets, a maior quantidade de produtores orgânicos certificados está concentrada na região Sudeste e parte do Sul. Nas regiões Norte e Sul e no semi-árido brasileiro estão localizados os produtores da chamada agroecologia que, em sua maior parte, são agricultores familiares. O incentivo à produção de orgânicos é oferecido pelo Desenvolvimento Agrário por meio da Secretaria de Agricultura Familiar.

fontE: - Epoca - 25/11/03


Leia Mais:



SIGA NOS

-->