Agricultores do Paraná falam sobre a influência da lua no campo

Há muito tempo a lua aguça a curiosidade do agricultor. A lenda de que São Jorge vive com seu cavalo e combate um dragão lá no alto não sai da memória dos produtores, que aprenderam a prestar atenção em cada fase deste satélite natural. Mas como pode, a 384 mil quilômetros de distância da Terra, influenciar o que se faz aqui? 

A história de dois agricutores ajuda a responder esta questão. José Giovenal, cria porcos aos 80 anos de idade. Nunca estudou, mas sabe observar a lua. "Já vi muitas luas, perdi a conta. E sei que para nascer leitão saudável sem defeito é lua Nova, e para castrar é melhor na Minguante", explica. Isto porque, segundo o agricultor, na Minguante o animal não 'incha' e dependendo da fase em que os leitões nascem, eles podem ficar até mais fortes. 

José Maia, produtor de uva, também segue à risca as fases lunares. "A lua Minguante é boa mesmo para castrar animais, a Nova para o arroz, a Crescente e a Nova são boas para podar uva, e o milho também fica mais bonito. Hoje a tecnologia está avançada, mas a lua continua influenciando muito o trabalho aqui no campo", comenta. 

A ciência explica que durante o dia é a vez do sol iluminar e dar força para que as plantas possam crescer. Durante a noite, é a vez da lua iluminar. Um equilíbrio importante para as culturas. " É o deslocamento da energia da luz. Então, ela propaga na atmosfera e chega aos níveis do subsolo", aponta o professor de agronomia André Ribeiro da Costa.

De acordo com os pesquisadores, assim que anoitece, a luz que vem da lua ajuda a circular a seiva que existe na planta, permitindo que ela cresça forte.

Fonte:G1 PR em 29-11-2015



Leia Mais:




SIGA NOS