Idanha é referência na agricultura biológica


As práticas e tendências mais inovadoras da agricultura mundial encontraram-se em Idanha-a-Nova, nos dias 21 e 22 de outubro, para a conferência “Agricultura com Futuro: Hoje!”.

Especialistas internacionais, oriundos de 10 países, lideraram um grande debate no Centro Cultural Raiano, que juntou 250 participantes, entre investigadores, produtores e técnicos agrícolas.

“O que proporcionámos foi o debate e a apresentação de exemplos muito concretos, daquilo que pode acontecer em Idanha e em todo o país: a produção de alimentos de alta qualidade”, explicou Armindo Jacinto, presidente da Câmara de Idanha-a-Nova.

O autarca adianta que “Portugal tem condições edafoclimáticas de excelência para a produção biológica e biodinâmica, em particular em Idanha-a-Nova”, onde se poderá “gerar um fenómeno de arrastamento que se estenda a todo o país”.

A Câmara de Idanha-a-Nova promoveu esta conferência com a Living Seeds–Sementes Vivas e a ABIOP – Associação Biodinâmica de Portugal, que escolheram Idanha por se estar a transformar no centro de Portugal para a agricultura biológica e biodinâmica, para a troca de conhecimento agrícola e para a cooperação e trabalho em rede.

Stefan Doeblin, da empresa Sementes Vivas, considera que “o crescimento da agricultura orgânica tem sido fantástico em Idanha e em Portugal”, mas lembra que ainda há muito trabalho pela frente: “Agora temos de reforçar as redes de distribuição e unir os agentes do sector agrícola em torno de desafios comuns”, avança.

A Sementes Vivas é hoje um excelente exemplo de inovação a partir de Idanha-a-Nova. Em 2015 a empresa de produção de sementes biológicas e biodinâmicas instalou-se com nove colaboradores em terras disponibilizadas na Incubadora de Base Rural, hoje já emprega 20 pessoas das mais diversas nacionalidades: portuguesa, alemã, belga, holandesa, inglesa e brasileira.

Fonte: Beiranews em 27-10-2016 por José Logiosa


Leia Mais:



SIGA NOS

-->