Empresárias de Foz criam delivery de orgânicos e fortalecem agricultura local

Já sonhou em ter aquela hortaliça fresquinha, colhida na hora, direto na sua casa? Desde o fim do ano passado, este sonho já é realidade em Foz. Graças às empresárias Gabriela Fellini e Anna Suzuki, através da SoulOrgânico, o consumidor pode desfrutar das mais variadas hortaliças, frutas e pancs (plantas alimentícias não convencionais) orgânicas, diretamente em sua residência ou trabalho.

A assinatura dos planos é mensal. Todas às quartas-feiras, os assinantes recebem seus produtos fresquinhos no local combinado. Há três tipos de pacote: a bag pequena, que contém de 8 a 10 itens; a média, com 10 a 12 e a grande, que pode ter até 14 produtos. Além disso, os clientes ainda recebem uma surpresa semanal, que pode ser, um café, polpa ou geleia, por exemplo, receitas, curiosidades sobre o plantio, sobre a sazonalidade da produção e sobre as dificuldades e vantagens dos orgânicos. “Estamos sendo recebidas com muito otimismo. Em quatro semanas, os clientes já nos escrevem mais motivados”, comemora a empreendedora Gabriela Fellini.

A ideia do delivery, surgiu da própria necessidade das sócias, que já possuem outra empresa na cidade, onde utilizam este tipo de produto. “Consumimos orgânicos na SouLocal, e conhecendo alguns produtores, vimos que eles não tinham incentivo para produzir em grande escala – e não tinham para quem repassar boa parte da produção, então havia muita perda. Por isso, nos unimos, e dentro de três meses, formatamos a empresa, a logística, fizemos a parceria com os produtores e colocamos o projeto em funcionamento”, enfatiza.

De acordo com Fellini, o público é bem diversificado, de gestantes a jovens que moram sozinhos. Além de auxiliar no bem-estar e na qualidade de vida dos clientes, o projeto fomenta a produção agrícola da região, que vem crescendo através da SoulOrgânico. “Por muitas vezes, fomos as únicas vendas dos produtores nessas quatro semanas. O que acontece é que eles não plantavam, porque não tem para quem vender – principalmente o orgânico, que exige muito mais trabalho manual. Nosso objetivo principal não é apenas entregar um alimento de qualidade e livre de qualquer agrotóxico, mas conscientizar aos poucos as pessoas o que é a agricultura familiar e como podemos ter acesso a mais saúde”, finaliza.

Para mais informações sobre o projeto, acesse aqui.

Fonte:Agrolink em 10-01-2018


Leia Mais:

SIGA NOS