FAO deve apoiar agricultura paranaense

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) apresentou ontem, em Santiago, no Chile, um projeto de desenvolvimento rural regional ao governador Roberto Requiao (PMDB) e a secretária de Estado do Planejamento, Eleonora Fruet. ''É uma parceria que vai proporcionar mais apoio tecnológico aos agricultores, especialmente aos pequenos, para que possam produzir mais, gerar mais emprego e ampliar o programa de combate à fome'', disse Requião.

O projeto prevê a integração entre Chile, Brasil e México. No País, estão incluídos os estados do Paraná, São Paulo e Bahia. Membros da FAO deverão desembarcar no Paraná nos próximos dias para mais reuniões com o governo. O representante da FAO Gustavo Gordillo de Anda disse que o Brasil, o Chile e o México são países da América Latina que devem ter prioridade no combate à miséria. ''Dentro desse contexto, o Paraná merece atenção especial já que é um Estado muito forte no agronegócio e tem na agricultura familiar um forte componente'', declarou.

Segundo o consultor da FAO e coordenador do projeto, Cristian Becerra Hertz, o projeto possui uma série de ações e tem como objetivo o desenvolvimento das regiões, a integração das cadeias produtivas e garantir a segurança alimentar. ''Estamos implantando nessas regiões porque queremos fazer uma análise comparativa entre locais mais e menos avancadas'', explicou.

O governo se mostrou interessado no projeto e pediu que a organização vá até o Paraná para discuti-lo melhor. ''Estamos abertos a propostas. O Paraná já tem um histórico e experiência em projetos nesse sentido e continua apoiando iniciativas como essa'', afirmou Eleonora. A FAO tem como objetivo intermediar projetos agrícolas para tentar acabar com a fome no mundo. O único escritório da organização na América Latina está situado justamente em Santiago, no Chile.

fonte: Folha de Londrina em 28/5/2004


Leia Mais:



Rede de Agricultura Sustentável
É um serviço de Cristiano Gomes e L&C Soluções Socioambientais

Siga-nos Twiiter rss Facebook Google+