Na Expointer, MST comercializa produtos na ‘ilha dos orgânicos


Os alimentos orgânicos da Reforma Agrária no Rio Grande do Sul poderão ser adquiridos de 26 de agosto a 3 de setembro na 19ª Feira da Agricultura Familiar, que acontece na 40ª Exposição Internacional de Animais, Máquinas, Implementos e Produtos Agropecuários (Expointer). O evento é realizado anualmente no Parque de Exposições Assis Brasil, localizado no município de Esteio, na região Metropolitana de Porto Alegre.

O Pavilhão da Agricultura Familiar vai contar com 198 expositores, entre Via Campesina, Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (Fetraf), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag). Os produtos do MST estarão disponíveis em seis estandes da Via Campesina, por meio de três cooperativas e três agroindústrias — Cooperativa de Produtores Orgânicos da Reforma Agrária de Viamão (Coperav), de Viamão; Cooperativa de Produção Agropecuária Nova Santa Rita, de Nova Santa Rita; Cooperativa Agroecológica Nacional terra e Vida (Conaterra), de Candiota; Agroindústria Mãe Natureza, de Pedras Altas; Agroindústria Zatti, de Nova Santa Rita; e Agroindústria Camargo, de Viamão. Destas, três cooperativas — Coperav , Conaterra e Coopan — terão suas estruturas montadas na ‘ilha dos produtos orgânicos’, um espaço que terá 14 expositores na região central do pavilhão.

Conforme o presidente da Cooperativa Central dos Assentamentos do Rio Grande do Sul (Coceargs), Adelar Pretto, o MST comercializa a produção dos assentamentos da Reforma Agrária na Feira da Agricultura Familiar há 19 anos, a partir de uma iniciativa do ex-governador Olívio Dutra junto ao movimentos ligados ao campo. ““A Expointer até então era um mero espaço dos fazendeiros e do agronegócio. Olívio foi eleito em 1998, e no segundo ano do seu mandato nós iniciamos o Pavilhão da Agricultura Familiar, que hoje é o espaço mais visitado na Expointer. Lá temos produtos orgânicos e de boa qualidade”, argumenta.

Nesta edição, o MST vai comercializar sementes de hortaliças agroecológicas e oito variedades de arroz orgânico — agulhinha branco e integral, parboilizado, preto, rubi, arbóreo, cateto branco e integral, além de farinha orgânica nas opções branca e integral. Também levará à feira queijo, iogurte e bebida láctea, aipim higienizado, kit sopa, couve picada, moranga cabotiá minimamente processada e sucos naturais de maracujá, morango, laranja, amora, abacaxi e couve com limão. Os Sem Terra ainda comercializarão cucas, bolos, bolachas, biscoitos, cupcakes, bolinhos de legumes, palitos salgados e pães. Todos estes alimentos são produzidos por cerca de 500 famílias assentadas. Já na Praça de Alimentação terá almoço típico com arroz carreteiro — será preparado com arroz orgânico —, através da cozinha da Cooperativa dos Trabalhadores Assentados da Região de Porto Alegre (Cootap), de Eldorado do Sul.

Editoria: Movimentos Palavras-chave: , , , , ,

Fonte: Sul21 em 23-09-2017


Leia Mais:




SIGA NOS