Café orgânico ganha espaço no mercado dominicano

 

As exportações de café orgânico certificado da República Dominicana aumentaram 88,6% nos últimos sete anos, ao passar de 3.373 em 2004 para 6.363 sacas de 60 quilos em 2011, enquanto seu valor passou de US$ 0,4 milhões a US$ 2,2 milhões.

Isso foi revelado pelo diretor do Conselho Dominicano de Café (Codocafe), Fausto Burgos Mejía, que prognosticou que 2012 será um ano de uma grande produção e que se poderia suprir toda a demanda interna do produto.

Ele disse que nos últimos seis anos, as exportações de café ficaram em média em 84.000 sacas e US$ 17,2 milhões por ano. Ele disse também que os principais destinos para as exportações são Porto Rico, Itália, Japão, Estados Unidos, França, Alemanha, Bélgica e Panamá.

O diretor da Codocafé disse que, atualmente, o café é um dos pilares do produto interno bruto agropecuário (PIBA), enquanto ressaltou que os prognósticos para a colheita de café no período de 2011-12 são muito positivos, o que permite prever uma produção suficiente para satisfazer a demanda doméstica e para gerar excedentes para as exportações.

Mejía destacou que em 2010-11, as exportações de café alcançaram um volume de 88.496 sacas, enquanto as divisas geradas pelas exportações alcançaram seu nível mais alto em mais de uma década, superando US$ 26,2 milhões.

Ele disse que os fatores que afetaram o aumento do valor as exportações são a qualidade dos volumes exportados, o aumento dos preços no mercado internacional e as ações de melhoramento de qualidade e promoção internacional dos cafés dominicanos que vinham implementando a Codocafé nos últimos anos.

A Codocafé explicou que o café dominicano está alcançando uma boa demanda internacional, razão pela qual o conselho está concentrando seus esforços em fomentar um aumento da produção nacional que permita garantir a demanda local e aproveitar melhor a demanda externa do grão. Da mesma forma, o órgão explicou que está promovendo a obtenção de um marco logal para o pagamento dos serviços ambientais do bosque cafeeiro dominicano.

O setor cafeeiro encontra alguns problemas que têm impedido seu pleno desenvolvimento. Entre as problemáticas que a atividade produtiva enfrenta estão as pragas e doenças próprias do cultivo, as dificuldades de acesso a créditos que os produtores têm e o mal estado das estradas que conduzem às zonas cafeeiras, entre outros problemas.

Fonte:Equipe CaféPoint em 13/04/2012 com informações traduzidas do www.listindiario.com.do


Leia Mais:



Rede de Agricultura Sustentável
É um serviço de Cristiano Gomes e L&C Soluções Socioambientais

Siga-nos Twiiter rss Facebook Google+