Detentas aprendem a produzir adubo orgânico através de curso ministrado pelo Senar em Jateí

Jateí (MS) – Por meio e parceria entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), o Sindicato Rural e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), reeducandas do Estabelecimento Penal “Luiz Pereira da Silva”, em Jateí, foram capacitadas esta semana na produção de adubos orgânicos.

A adubação orgânica é muito importante no processo de plantio, pois disponibiliza nutrientes para a melhoria e estruturação das camadas do solo.

Com carga horária de 24 horas/aula, o curso foi ministrado pelo Senar e contou com a participação de 15 internas. As atividades envolveram produção de húmus de minhoca, compostagem e plantio de adubos verdes.

Para a diretora do presídio, Solange Pereira da Silva, as qualificações ministradas para as reeducandas são de extrema importância e ampliam as possibilidades de reinserção social.  “O Senar e o Sindicato Rural têm sido importantes parceiros neste sentido, trazendo constantes capacitações às nossas custodiadas”, agradeceu.

Os cursos profissionalizantes ofertados a custodiados da Agepen são coordenados pela Diretoria de Assistência Penitenciária, por meio da Divisão de Educação, que acompanha as ações de parceria, atuando junto às instituições e estabelecimentos penais no fornecimento de suporte às capacitações.

Conforme o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, além do aprendizado, os detentos que participam das qualificações oferecidas dentro das unidades penais recebem remição da pena, conforme estabelece a Lei de Execução Penal. “Além de tirar da ociosidade, as qualificações contribuem na mudança de valores e comportamentos, o que reflete na redução da reincidência criminal”, destaca.

Fonte:Keila Oliveira – Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) em 22-03-2018

 


Leia Mais: