Produção de alimentos orgânicos deve crescer 300% em 10 anos no Brasil

 


Na última década, a produção de alimentos orgânicos cresceu mais de 300% no Brasil. O número foi apresentado na quinta-feira (27), durante a Bio Brazil Fair, que acontece até o dia 30 de junho em São Paulo

Apesar do mercado conseguir estimar o desenvolvimento do setor, o mesmo não acontece quando precisa mapear o número de agricultores. Isso porque a maioria das vendas feitas no setor são diretas, de produtor para consumidor.

O coordenador Executivo do Organics Brazil – projeto que reúne 12 empresas exportadoras do setor –, Ming Liu, afirma que o consumidor atual busca alimentos saudáveis e seguros.

“O atual cenário econômico brasileiro aponta que o mercado de orgânicos vem crescendo de forma significativa, seguindo a tendência dos consumidores em busca de produtos saudáveis e seguros”, disse Ming Liu.

Segundo o executivo do mercado orgânico, “cada vez mais o mercado vem crescendo, novos produtos com maior valor agregado vêm sendo ofertados e mais empreendedores enxergam que há sim mercado”.

Mercado de orgânico no Brasil

O mercado brasileiro de orgânicos ainda está longe de possuir os maiores produtores mundiais. A Ásia é o continente com a maior parcela na produção: cerca de 34% dos produtores, depois aparece a África, com 30%, seguida pela América Latina, com 18%. Os dados são da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e da Federação Internacional de Movimentos de Agricultura Orgânica.

O principal mercado consumidor é o norte-americano. Os Estados Unidos, apesar de não terem uma produção considerável de orgânicos, deixa no setor mais de US$ 31 bilhões por ano, e logo em seguida vem a Europa, com US$ 29 bilhões.

Fonte: AF News em 27-06-2013


Leia Mais:



Rede de Agricultura Sustentável
É um serviço de Cristiano Gomes e L&C Soluções Socioambientais

Siga-nos Twiiter rss Facebook Google+