Produtor do RS aposta em orgânicos e reduz custos da produção em 40%

Agricultores do Rio Grande do Sul cada vez mais investem na produção de alimentos orgânicos. A prática, segundo pesquisadores da Emater, é uma forma de diminuir os custos na propriedade e ajuda a aumentar a lucratividade, como mostra a reportagem do Campo e Lavoura, da RBS TV.

É o caso do agricultor Luiz Martin Bertochi. No seu pomar de cinco hectares localizado no interior de Erechim, Região Norte do estado, a colheita do ano passado rendeu 25 toneladas de frutas. O uso de adubo orgânico fez com que o agricultor deixasse de fazer quatro tratamentos químicos, o que reduziu o custo da produção em 40%. “Depois que resolvi investir na produção orgânica a ajuda maior veio da natureza, já que não usei nenhum defensivo agrícola”, diz.

Em outra propriedade de Erechim, as hortaliças são produzidas de forma orgânica há dez anos. O que não vai para a mesa da família é vendido em feiras de agricultura familiar. “As pessoas dão preferência ao produto orgânico. Elas querem saber como é feito, o que foi usado”, diz o agricultor e dono da propriedade.

As vantagens para quem produz e para quem vende produtos produzidos de forma orgânica são várias, mas para garantir a qualidade é preciso que o agricultor fique atento ao manejo na propriedade. “O manutenção do solo é algo fundamental para garantir boas plantas e qualidade sem agrotóxicos”, explica o engenheiro agrônomo da Emater, Cláudio Kochhann.

Uma pesquisa aponta que a produção de alimentos orgânicos cresceu no Brasil cerca de 300% na última década. Dados do Ministério da Agricultura mostram que existem pelo menos 11,5 mil propriedades certificadas que produzem alimentos orgânicos no Brasil e 70% delas são familiares.

fonte:Programa Campo e Lavoura da RBS TV. em 25/08/2013

Leia Mais:

Mais notícias   Associe-se