Setor de orgânicos deve crescer 30% em 2018

O que define se um produto é orgânico? Saiba como identificar e não comprar "gato por lebre" e como este mercado está se desenvolvendo rapidamente no Brasil.

Fundos de investimento se aproximam cada vez mais de empresas do setor Para este ano, o setor de orgânicos pode registrar um crescimento que pode chegar a 30%.
A estimativa é feita pelo Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis). Ainda segundo o Organics, os resultados do ano passado não foram finalizados, mas a alta esperada é de dois dígitos.

Segundo a entidade, o mercado externo continua a pleno crescimento e a previsão é de fechar 2017 perto de US$150 milhões de dólares em exportações, no grupo de 50 associados do Organis.

De acordo com o diretor do Organis, Ming Liu, em 2018, surge uma nova tendência para o setor: Os fundos de investimento. “Os orgânicos e naturais são a bola da vez. Há, porém, uma situação diferenciada: os fundos sempre procuram empresas que estejam na faixa de faturamento mínimo de R$20 milhões/ano, que limita a poucas empresas que podem ser compradas ou investidas".

Para Liu, a entrada das multinacionais no mercado de orgânicos no Brasil é positiva e segue a mesma tendência dos mercados mais maduros, porém os alvos de fusões são bem menores e em grande parte micro e pequenos empreendedores. “Para o setor acho que é importante a entrada de empresas maiores, pois este será um fator para aumentar a escala na cadeia produtiva”.

 

Fonte:Esalq em 15-01-2018

 


Leia Mais: