Orgânicos têm menos desperdício e mais sabor, dizem chefs

Por Rejane Lima

São Paulo (AE) - Sete anos na liderança do Carême Bistrô, no bairro de Botafogo, na região central do Rio de Janeiro, e a chef Flávia Quaresma sempre montou um cardápio que prioriza as receitas orgânicas. Flávia, que é formada pela conceituada escola de culinária francesa École Le Cordon Bleu e apresenta ao lado do chef Alex Atala o programa de TV "Mesa para dois" (quinta-feira, às 22h, no GNT), diz que contata pessoalmente os pequenos produtores que fornecem para o seu restaurante, mas admite que ainda há dificuldades no custo.

"Apesar de o preço ter caído nos últimos anos e estar bem mais viável hoje em dia, acho que o governo deveria incentivar mais esse tipo de agricultura para que a produção aumentasse e os preços caíssem." Flávia pondera, entretanto, que sai ganhando graças à maior conservação dos alimentos. "Ainda tem a vantagem da menor perda, não há tanto desperdício no caso de folhas de verduras, por exemplo", informa a chef, frisando que o alimento orgânico é melhor aproveitado.

Em São Paulo, no restaurante Deloonix, no requintado bairro dos Jardins, na zona sul, os fornecedores também são todos conhecidos dos proprietários. Marta Maria Batilany, uma das sócias da casa – que está funcionando há nove meses e tem 60% do cardápio preparado com alimentos orgânicos – informa que os fornecimento é garantido por pequenos produtores do interior paulista. "Mas também compramos de Minas. O mel vem do Sul e a farinha vem de uma cooperativa do extremo Sul do País."

COMO VOVÓ FAZIA - Marta explica que a logística para adquirir orgânicos é complicada e o comércio de frutas ainda é difícil, mas, segunda ela, está melhorando. "Hoje encontramos banana, laranja, kiwi e uva com maior facilidade do que há 14 anos, quando eu comecei a consumir orgânicos." Para driblar eventuais problemas de abastecimento, o cardápio do Deloonix utiliza a sazonalidade em seu favor. "O fato de respeitarem os períodos propícios para a produção também torna os alimentos orgânicos muito mais saborosos", avalia Marta.

A opinião é compartilhada pela chef do estabelecimento fluminense. Flávia também busca o resgate do sabor por meio dos orgânicos. "Eles são muito mais do que alimentos sem agrotóxicos, as pessoas que os plantam cuidam da terra com carinho, talvez através deles eu esteja mais próxima da comida que minha avó fazia." A chef enfatiza que o sabor do tomate orgânico é bem diferente do original. "É muito mais gostoso e se as pessoas soubessem como a casca do tomate absorve tudo, acho que nunca mais comeriam o convencional. Às vezes penso que comer tomate sem ser orgânico deve fazer mais mal do que bem", brinca Flávia, que cedeu uma receita exclusiva preparada com tomates orgânicos.

SERVIÇO:

Restaurante Carême Bistrô, Rua Visconde de Caravelas, 113, Botafogo, Rio de Janeiro, telefone (21) 2537-2274.

Restaurante Deloonix, Rua Bela Cintra, 1709, Jardins, São Paulo, telefone (11) 3085-2071.

BOXE

Receita de Gazpacho Andaluz

Ingredientes:

1 kg de tomate bem vermelho

150 g de pepino japonês

120 g de pimentão vermelho

60 g de cebola

3 g de alho

1 colher de sopa de vinagre de Jerez

tabasco e sal a gosto

Preparo:

Retire a pele e a semente dos tomates, a casca e sementes dos pepinos, e as sementes dos pimentões. Pique os tomates, pepinos, pimentões, cebola e alho. Bata tudo no liqüidificador e tempere com sal, tabasco e vinagre de Jerez. Coloque na geladeira e sirva gelado. No momento de servir, coloque um fio de um bom azeite de oliva.

Rendimento: aproximadamente 700 ml.

Dica:

Para refrescar ainda mais os dias de verão, sirva o gazpacho com sorvete de queijo de cabra ou sorvete de iogurte. Se for complicado encontrar esses sorvetes salgados, sirva com uma boa colherada de queijo de cabra fresco e cremoso ou uma colherada de um iogurte encorpado. Salpique um pouco de cebolinha francesa e acompanhe de torradas com azeite.

Fonte:Agência Estado em 01-12-2005


Leia Mais:



Rede de Agricultura Sustentável
É um serviço de Cristiano Gomes e L&C Soluções Socioambientais

Siga-nos Twiiter rss Facebook Google+