Aumenta procura por alimentos orgânicos na região de São Carlos

A procura por alimentos orgânicos aumentou nos últimos anos na região de São Carlos (SP), segundo produtores e comerciantes locais. O crescimento reflete a realidade nacional, que é de 20% ao ano, segundo a Associação Brasileira de Orgânicos. No Estado de São Paulo, a venda desses produtos aumentou 63% em 2012, segundo a Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

Em busca de uma alimentação saudável, muita gente tem optado pelos orgânicos, que não usam agrotóxicos. Na casa da professora universitária Leda Gomes só entram esses produtos, uma escolha feita em benefício à saúde. “O sabor, o paladar de um produto orgânico é muito diferente do outro e mais agradável. Se tiver orgânico, eu prefiro”, considerou.

Os produtos estão cada vez mais fáceis de encontrar e lojas especializadas são cada vez mais comuns. Segundo a engenheira agrônoma Juliana Ortega, dona de um estabelecimento em São Carlos, a procura só aumenta e mexe com todo o mercado. “Aquele estigma do produto orgânico caro, elitizado, já está mudando bastante e os preços estão mais acessíveis porque a gente produz uma boa parte dos produtos que a gente vende, que tem o mesmo preço da produção convencional”, afirmou.
Produtos orgânicos são encontrados com facilidade em São Carlos, SP (Foto: Reprodução/EPTV)Produtos orgânicos são encontrados facilmente em São Carlos, SP

Produção
Em uma fazenda de São Carlos, o segredo da produção está no solo, com um sistema de irrigação na medida certa e adubação natural. “Tendo uma planta equilibrada, uma fisiologia igual a nossa, que se alimente bem, os alimentos serão perfeitos”, explicou o engenheiro agrícola Maurílio da Silva.

O mato que cresce entre os canteiros é bem-vindo porque servem de alimento para as formigas, que não invadem a plantação. Com outras técnicas o engenheiro agrícola também evita o ataque de predadores que poderiam vir do alto. “A gente coloca espantalho, CD, lata de alumínio, que refletem e os predadores se assustam”, disse.

Muitos produtos cultivados dessa maneira recebem o selo na embalagem, avisando que o alimento é orgânico e a seção de orgânicos não passa despercebida dentro da ala de horti fruti dos supermercados. Entretanto, muita gente diz que não dá pra levar sempre, devido ao preço. Segundo a Abras, os produtos orgânicos são atualmente 60% mais caros do que os convencionais. Mas o crescimento do consumo estima que a diferença de preço possa chegar a 30% nos próximos anos.

Fonte:G1 São Carlos e Araraquara em 24/06/2013


Leia Mais:



Rede de Agricultura Sustentável
É um serviço de Cristiano Gomes e L&C Soluções Socioambientais

Siga-nos Twiiter rss Facebook Google+