BH faz parcerias para ser a capital da agroecologia


A atual gestão de Belo Horizonte tem como objetivo avançar na pauta da agroecologia e fazer da cidade a capital brasileira da alimentação sustentável. Nessa segunda-feira (16), a administração municipal deu um importante passo nesse caminho. Durante evento realizado na sede da prefeitura, foi formalizada a abertura de licitação para ampliação do programa Direto da Roça, que permitirá a expansão de 21 para 60 pontos de comercialização de produtos oriundos de agricultura familiar, além de parcerias com o Sebrae-MG e com o Iclei-Ruaf, que através da plataforma Cityfood conecta mais de 1.600 governos em mais de cem países.

Belo Horizonte será a primeira cidade da América Latina a fazer parte da plataforma. Segundo a secretária de Políticas Públicas, Maíra Colares, os acordos são vitais para o avanço do município no setor. “Teremos, agora, um maior incentivo à segurança alimentar. Nossa ideia é que a gente possa ter produtos agroecológicos na alimentação escolar e nos restaurantes populares. Com esses acordos, avançaremos para que BH seja a capital da agroecologia”, afirma.

Para Rodrigo Perpétuo, secretário executivo do Iclei, Belo Horizonte ganha destaque no cenário internacional por ser a primeira da América Latina a adotar o programa. “Belo Horizonte ganha com a cooperação internacional para a adoção de políticas públicas e consegue projeção internacional em relação ao desenvolvimento sustentável”, explica.

Avanço. Atualmente o programa está em todas as regionais e gera renda bruta média de R$ 8.000 por produtor. A expectativa é que o projeto avance a 60 pontos de comercialização na capital. 

Fonte:O Tempo em 17-10-2017


Leia Mais:



SIGA NOS

-->