Cooperativa mineira levará café orgânico para Saitex

A cooperativa existe desde a década de 80 e, em 2013, foi constituída cooperativa.

Quando se fala de alimentos artesanais, o café entra logo na lista. Especialista no assunto, a Cooperativa dos Agricultores Familiares de Poço Fundo e Região (Coopfam), de Minas Gerais (MG), apresentará os três tipos de cafés que produz na 24ª edição da Saitex 2017 - Feira Internacional da África do Sul. É a segunda vez que a cooperativa participa e, desta vez, uma novidade: haverá degustação dos cafés Cru Convencional Fair Trade, cru Orgânico Fair Trade e o Familiar da Terra. Este último dividido em três versões: orgânico, orgânico feminino e sustentável.

Para a Coopfam, a feira é uma oportunidade de crescer e avançar nos negócios. Segundo p gerente, Daniel Penha, a Saitex trouxe uma maior visibilidade para a o grupo de agricultores. “Da última vez que fomos, em 2013, levamos o café só para apresentação e mesmo assim fizemos muitos contatos com comerciantes. Isso gerou uma comercialização grande e um aumento da produção em 30 mil sacas de café no ano. É um avanço muito importante para nós”, afirma.

A cooperativa existe desde a década de 80 e, em 2013, foi constituída cooperativa. Leia mais sobre a Coopfam aqui.

O café

A bebida é fruto do trabalho de 400 famílias rurais cooperadas à Coopfam. Atualmente, exportam para os cafés para os Estados Unidos da América (EUA), Alemanha, Japão, Itália, Holanda, Inglaterra, Nova Zelândia e Austrália. O tipo orgânico feminino da linha ‘Familiar da Terra’ é produzido com a ajuda de 13 mulheres do grupo Mulheres Organizadas Buscando Independência (Mobi). São cultivados e colhidos pelas mãos femininas.

Na Copa do Mundo, em 2014, e nas Olímpiadas deste ano, o café foi vendido em estabelecimentos do Rio de Janeiro. “A expectativa é que esse ano com a ida à feira, possamos melhorar a visibilidade da nossa produção e aumentar nossa pontuação no concurso interno da cooperativa. A competição conta com os baristas (provadores de café) de vários países, que apuram a qualidade e informam as notas”, conta a agricultora rural e produtora do café Maria Regina Nogueira, de 45 anos. 

Certificações

Os três tipos de café da cooperativa são referência mundial em ‘Café Orgânico e Comércio Justo’, de acordo com a Fairtrade Labeling Organization (FLO), que certifica organizações e estabelece critérios para a obtenção e manutenção de certificado. A produção, além de 100% orgânica, tem o Selo de Identificação da Participação da Agricultura Familiar (Sipaf). Ele identifica os produtos que têm a participação majoritária da agricultura familiar na hora da produção.

Leia mais sobre o Sipaf neste link

Sobre a Saitex

A feira internacional está na 24ª edição. Ao todo, são mais de 400 expositores de 25 países. A média de público nos três dias de evento é de 14 mil pessoas.  O estande da agricultura familiar na Saitex promoverá as cooperativas e produtos brasileiros que têm capacidade de exportação. O público da feira é formado não só por países do continente africano, mas também da Ásia e Europa. Nas últimas edições, os produtos do Brasil foram negociados no mercado chinês e europeu.

A Saitex é um evento de prospecção de negócios e não é permitida a venda direta da produção aos visitantes. O objetivo é promover a exportação e apresentar os produtos para grandes compradores, como mercados varejistas, promover rodadas de negociações e também auxiliar os agricultores nas transações comerciais.  Além da Sead, outros órgãos brasileiros estarão presentes na Saitex, entre eles o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). 

Conheça outras expositores da agricultura familiar na feira neste link

Fonte/:Por:  por Marília Fidélis 
Publicado em 20/06/2017 às 22:07h


Leia Mais:




SIGA NOS