Sebrae investirá R$ 27 milhões até 2013 em projetos da cadeia de orgânicos

 

Para especialistas, é preciso investir na cadeia do setor para aumentar a área plantada em todo o mundo

Beth Matias

São Paulo - O Sebrae irá investir nos próximos três anos cerca de R$ 27 milhões em projetos voltados exclusivamente para o

setor de produtos orgânicos no Brasil, segundo a gestora da carteira de orgânicos do Sebrae, Newman Costa. Atualmente, o

Sebrae apóia 54 projetos em 27 Estados brasileiros, com recursos de R$ 17 milhões. "No período 2011-2013 serão aportados mais

R$ 10 milhões para investimentos em novos projetos."

Newman participou nesta quarta-feira (3) da abertura da BioFach América Latina/ExpoSustentat 2010, que acontece até a próxima

sexta-feira, em São Paulo. A feira é um das maiores do setor na América Latina e uma preparação, para as empresas

brasileiras, da Biofach Alemanha, a maior feira do mundo no segmento.

Atualmente, a Alemanha é o segundo maior consumidor de produtos orgânicos no mundo, mas também o segundo maior importador,

perdendo apenas para os Estados Unidos. Segundo o diretor executivo do International Federation of Organic Agriculture

Movements (Ifoam), Marcus Arbenz, no mundo todo há 60 milhões de hectares com produtos orgânicos. Deste total, o Brasil

possui apenas 1,7 milhão de hectares, mas o espaço para crescer é grande

"A produção no Brasil ainda é pequena, mas é preciso ver em longo prazo. Com seu tamanho e condições, o Brasil pode ajudar a

combater a pobreza no mundo", disse. Os orgânicos no País crescem ao ritmo de 20% ao ano, segundo o Ministério do

Desenvolvimento Agrário (MDA) e a produção está diretamente vinculada à agricultura familiar.

Para se ter uma idéia da posição relativa do Brasil, as pequenas Ilhas Malvinas (Falklands), no Oceano Atlântico, têm 30% de

sua terra agricultável destinados aos orgânicos. Na América Latina, são 8 milhões de hectares. A líder é a vizinha Argentina,

com 4 milhões de hectares.

Escala

Segundo Arbenz, mesmo com a crise mundial o mercado de orgânicos na Europa não foi muito prejudicado. "Excluindo o Reino

Unido, a maioria dos países teve aumento na produção e consumo de orgânicos."

Para o deputado distrital eleito Joe Valle, presidente do Sindicato dos Produtores Orgânicos do Distrito Federal, o

crescimento mundial da agricultura orgânica mostra um caminho que o Brasil precisa trilhar. Ele disse que irá propor a

criação de uma Frente Parlamentar da Agroecologia Ambiental, com o objetivo que focar em toda a cadeia produtiva dos

orgânicos. "Hoje o foco está muito voltado para a certificação de produtos. Precisamos avançar em políticas voltadas para

toda a cadeia."

Aumentar a escala da cadeia dos produtos orgânicos em todo o mundo é uma preocupação dos especialistas do setor. Segundo

Arbenz, os orgânicos não podem perder a credibilidade. "Temos reportagens nos principais jornais do mundo tentando mostrar as

fragilidades dos produtos orgânicos. Precisamos fazer com que essa credibilidade hoje não seja abalada. Além disso, não

podemos ser mais do mesmo. Precisamos inovar e sermos uma alternativa orgânica."

Preço

Um das dificuldades enfrentadas, segundo Nicolas Bretand, da organização sem fins lucrativos Cluster Rhone-Alpes, da França,

é o preço do produto orgânico. "Trabalhamos tanto na área de alimentação como de cosméticos e somos muito criticados pelos

preços dos produtos, que chegam a custar 50% a mais do que um produto similar convencional."

Bertrand critica também a baixa produção. Segundo ele, não há matéria-prima suficiente. "Nós importamos 38% de produtos

orgânicos. Precisamos ser mais profissionais. Hoje em dia ser só orgânico não é suficiente. É preciso criar mecanismos de

marketing para divulgar os produtos." Para ele, o orgânico deve trazer "histórias", respeitar o comércio justo, ser coerente

com o conceito de sustentabilidade, como ter uma embalagem que respeite o mio ambiente, além de ser acessível e ter boa

qualidade.

Serviço
Biofach/Exposustentat 2010
Local: Transamérica Expo Center - São Paulo - Brasil
Data: 3 a 5 de novembro de 2010
Horário: das 13h às 21h
Agência Sebrae de Notícias: (61) 2107-9106,/ 2107-9110 / 8118-9821 / 9977-9529
Central de Relacionamento Sebrae: 0800 570 0800

Os textos veiculados pela Agência Sebrae de Notícias podem ser reproduzidos gratuitamente, apenas para fins jornalísticos,

mediante a citação da agência. Para mais informações, os jornalistas devem telefonar para (61) 3243-7851 ou 3243-7852, no horário das 10h às 19h.
Fonte: Agência Sebrae em 3.11.2010


Leia Mais:



Rede de Agricultura Sustentável
É um serviço de Cristiano Gomes e L&C Soluções Socioambientais

Siga-nos Twiiter rss Facebook Google+