Projeto para produção de biodiesel no Maranhão já cadastrou 2.500 famílias

São Luís - O projeto da empresa Brasil Ecodiesel para produção de biodiesel a partir da mamona no Maranhão já cadastrou 2.500 famílias de agricultores nos municípios de Balsas, Colinas, São Domingos, São João dos Patos, Paraibano e Fortuna. A meta para este ano é plantar uma área de 10 mil hectares, atingindo uma produção de 500 quilos por hectare, que é, segundo a empresa, a produtividade média estimada.

As informações foram dadas por Arlindo Pereira, gerente da empresa, à secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Conceição Andrade. Ele disse também que cada produtor rural cadastrado recebeu sementes de mamona e de feijão, para fazer o plantio em forma de consórcio; a assistência técnica direcionada para o projeto e equipamentos para executarem a plantação.

De acordo com Pereira, cada produtor deve receber R$ 0,55 por quilo de mamona produzido, sendo que no projeto, quanto maior a produtividade, maior será o preço do quilo de mamona. "Por exemplo, se o produtor colher acima de 500 quilos deve receber R$ 0,60 por quilo e assim por diante. No caso do feijão o produtor poderá vender da forma que achar melhor e para quem desejar. Nós só precisamos da mamona, garantindo a compra de toda a produção", afirmou o gerente da Brasil Ecodiesel.

A primeira safra de mamona está prevista para os próximos meses de julho e agosto. Segundo Pereira, a Usina de Biodiesel para processamento da mamona deve ser implantada até o mês de dezembro de 2005, mas a sua localização ainda não está definida.

fonte: Agência Brasil em 19/01/2005


Leia Mais:



Rede de Agricultura Sustentável
É um serviço de Cristiano Gomes e L&C Soluções Socioambientais

Siga-nos Twiiter rss Facebook Google+