Brasília é o maior produtor de composto orgânico do país

Duas antigas usinas processam todo o lixo orgânico que é oferecido gratuitamente a produtores rurais

Brasília é o maior produtor de composto orgânico do país. O composto é feito a partir do lixo que é processado por duas antigas usinas, e o material é oferecido gratuitamente a produtores rurais. Sobre o assunto, o Revista Brasília ouviu o diretor técnico do Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Paulo Celso dos Reis, que também é professor da UnB. Ele avalia que Brasília tem um potencial muito grande de aproveitamento de material orgânico.

De acordo diretor técnico do SLU, essa cultura de que o que é jogado na lixeira não tem mais nenhum uso é errada porque na verdade esse material tem um potencial muito grande de reuso e reciclagem. Desde 1960, temos no DF algumas unidades que fazem a compostagem de material. Mas o que é compostagem? Ele explica que é a separação de lixo com penerias e esteiras, por meio das cooperativas de catadores, sendo retirados todo o material reciclável e então sobre o material orgânico, que é colocado no pátio, onde é feito um processo microbiológico e em 120 dias se tem o composto orgânico, para ser utilizado na agricultura.

Segundo o professor, no DF são produzidos quase 1.500 toneladas de lixo por dia, mas só é possível transformar em composto orgânico 8% desse total porque as usinas são antigas. O diretor do SLU diz que existe um projeto de reforma dessas usinas para ampliar a capacidade de processamento para atender 50% da produção diária do lixo de Brasília.

]Fonte: Rádio EBC em 02-12-2015 para o Revista Brasília.

Leia Mais:

Mais notícias   Associe-se