Bolívia quer fornecer de alimentos mais saudáveis para a Rússia

Após a visita dos agricultores bolivianos a Moscou na semana passada, o gerente de estudos e projetos do Instituto Boliviano do Comércio Exterior, Juan Pablo Saucedo V., respondeu às perguntas da Gazeta Russa sobre as perspectivas da cooperação entre os dois países.

Por que o mercado russo atrai os produtores bolivianos?

No final dos anos 90, o mercado russo se tornou atraente para os exportadores de alimentos. É um país com grande potencial de consumo . Mas em 2016 as vendas bolivianas para Rússia foram de apenas US$ 3,3 milhões. Vendemos principalmente óxidos de antimónio (65% da exportação total), castanha-do-pará (23%) e limões (4%).

Que outros produtos bolivianos podem ter demanda na Rússia?

A Bolívia tem um potencial significativo no setor do agronegócio, especialmente porque temos produtos com alto valor nutritivo: quinoa, amaranto, cañahua e outros. Todos estes cereais andinos são uma fonte de aminoácidos.

A castanha-do-pará que é o segundo produto mais exportado pela Bolívia à Rússia - e também pode se tornar ainda mais popular. A Bolívia é o maior exportador mundial desse produto. Isso sem falar em produtos mais conhecidos, como milho, sorgo e girassol. E estamos falando apenas de alimentos, o país tem especialistas qualificados que produzem e podem exportar vestuário de matérias têxteis, produtos de couro, madeira, metais.

Os russos não conhecem a diversidade de produtos que a Bolívia pode oferecer. Como tornar o país mais "popular"?

Podemos resolver isso com mais verbas e melhorias nas instituições responsáveis pela promoção das exportações bolivianas. É preciso mostrar produtos que poderiam competir no mercado dos produtos saudáveis, ou que possam ser usados na indústria farmacêutica e na produção de cosméticos. Além disso, a participação ativa das feiras também pode ajudar a divulgar os produtos do país.

A Bolívia já estabeleceu contatos com os importadores russos a nível governamental ou empresarial?

As relações russo-bolivianas continuam a ser muito limitadas no âmbito do setor privado.

O volume do comércio bilateral entre os dois países é bastante baixo, mesmo em comparação com os outros países da América Latina: cerca de US$ 20 milhões por ano.

Que produtos russos têm potencial comercial no mercado da Bolívia?

Em 2016, a Bolívia comprou mais de US$ 17 bilhões em produtos russos, o que é pouco em comparação com as importações dos outros países. Compramos especialmente sulfatos de cobre, veículos off-road Lada, uréia, tratores e bobinas de papel.

Fonte: Aleksêi Tchernichev em 28 de abril de 2017 para Gazeta Russa


Leia Mais:



Rede de Agricultura Sustentável
É um serviço de Cristiano Gomes e L&C Soluções Socioambientais

Siga-nos Twiiter rss Facebook Google+