Busca por orgânicos cresce e garante saúde à mesa do consumidor blumenauense

 

Há cinco anos a blumenauense Letícia da Silva, 32, decidiu fazer uma mudança na rotina alimentar. Preocupada com os malefícios dos agrotóxicos usados no plantio das frutas, verduras e legumes que comprava no supermercado, começou a avaliar a possibilidade de substituir a praticidade da produção em massa pela valorização da agricultura orgânica. A escolha, diz ela, foi certeira.

Satisfeita com os efeitos positivos que a troca trouxe à saúde, Letícia passou a priorizar os pequenos produtores e buscar alternativas para manter o organismo bem longe dos pesticidas. A ideia deu tão certo que a família toda se envolveu e planeja criar uma horta orgânica. Além de levar uma vida mais saudável, a empresária conta que hoje entende melhor as necessidades do próprio corpo:

— Eu aprendi o que é mais difícil para o meu organismo digerir, o que assimilo melhor. Passei a entender a função dos alimentos no organismo e isso fez com que eu passasse a comprar muito mais comida de verdade, limpa, sem rótulo. O fato é que comi mal por muito tempo, mesmo tendo estímulo em casa para ser mais saudável, e isso me fez desenvolver alergia a leite e a glúten, tive gastrite e descontrole da tireoide. Incorporar novos hábitos alimentares, principalmente, fez com que meus exames melhorassem tanto que não preciso de mais remédio algum, meu organismo hoje funciona superbem — comemora.

::: Orgânicos ajudam a prevenit doenças, diz nutricionista

Um dos pontos visitados por Letícia na busca pelos orgânicos é a Chácara do Salto. Localizada na Rua Pomerode, bairro Salto do Norte, a horta fundada há dois anos e meio já se tornou queridinha em Blumenau. Por lá o consumidor encontra na terra fileiras de produtos frescos, como alface, rúcula, espinafre, repolho, cenoura, beterraba, batata-doce, aipim, hortelã e ovos que são produzidos no local.

A casa também vende frutas trazidas de produtores orgânicos de cidades como Dona Emma e Presidente Getúlio. Um dos sócios da Chácara, Claudemir de Lima diz que são cerca de 550 clientes distribuídos entre Blumenau, Brusque, Guabiruba, Gaspar, Indaial, Pomerode, Massaranduba, Guaramirim e Jaraguá do Sul. Além das vendas in loco, são feitas entregas nos municípios vizinhos.

— Hoje a gente tem uma média de 70 pedidos por dia. Vemos que as pessoas têm procurado (os orgânicos) cada dia mais. Tem muito cliente com câncer, problema no pâncreas, criança que não pode ingerir esses venenos dos alimentos — comenta Claudemir.

Nova opção de feira orgânica na cidade

Conforme conta o produtor, na horta da Chácara trabalham três funcionários. O cultivo é feito de forma simples, com água vinda da nascente do rio e adubo de marreco (que não contém hormônios). Já as galinhas produtoras dos ovos são alimentadas apenas com milho e restos de folhas verdes. Quando surgem insetos que podem prejudicar a colheita, Claudemir explica que se utiliza calda de fumo e arruda com álcool e água para espantar os bichos. Ele revela que somente em Blumenau o incremento nas vendas de 2015 para cá foi de 80%.

Nas próximas semanas a comunidade também terá uma nova opção de feira orgânica no local, que deve funcionar o dia todo sempre nas terças e quintas-feiras.

— Queremos dar ao nosso cliente a visibilidade dos nossos produtos. Tem que mostrar que é aquilo ali, como a gente cuida e por que é vantajoso comprar — destaca Claudemir.

ONDE ENCONTRAR EM BLUMENAU

Chácara do Salto
Rua Pomerode, 1595, Salto Norte
Seg a sex, 6h30min às 11h30min e 13h30min às 19h; sáb, 6h30min às 11h
Encomendas pelo site chacaradosalto.com.br ou telefone 3338-6518

Divina Orgânica
Rua João Gomes, 162, Vila Nova
Seg a sex, 13h30min às 18h
Encomendas pelo Facebook (Divina Orgânica) ou WhatsApp 9997-9963

Publicidade

Casa dos Orgânicos
Rua Joinville, 999, Vila Nova
Seg a sex, 9h às 12h e 13h30min às 19h; sáb, 9h às 12h
Encomendas pelo site casadosorganicos.com ou telefone 3237-1768

Feira Livre da Vila Germânica
Rua Humberto de Campos, Velha
Sáb, 8h às 12h

*Os locais acima trabalham com produtos predominantemente orgânicos. De acordo com a Diretoria de Desenvolvimento Rural, as demais feiras livres de Blumenau também têm pelo menos um ponto de venda de orgânicos.

fonte:http://dc.clicrbs.com.br/sc/estilo-de-vida/noticia/2016/04/busca-por-organicos-cresce-e-garante-saude-a-mesa-do-consumidor-blumenauense-5755241.html em 06/04/2016

Leia Mais:

Mais notícias   Associe-se