Produção de biodiesel no Rio Grande do Sul estimula cooperativas

 

Porto Alegre – A expectativa da produção de biodiesel no Rio Grande do Sul já estimulou o desenvolvimento de sete projetos agroindustriais no estado. Os que estão em estágio mais avançados ficam em Passo Fundo, no norte do estado, e em Cruz Alta.

A Cooperativa Agrícola Água Santa (Coasa), no município de Água Santa, é um desses novos empreendimentos para a produção do biocombustível. Formada por 340 agricultores familiares, a Coasa tem como meta a produção de 45 toneladas por dia ou 13.500 toneladas por ano de biodiesel a partir de soja, canola e girassol.

Há ainda a Cooperativa Central Agroindustrial Noroeste (Coceagro), que resulta da união de três cooperativas da região: a Cotrimaio, de Três de Maio, a Coopermil, de Santa Rosa, e a Comtul, de Tucunduva. Localizadas na região Noroeste do estado, as cooperativas abrangem aproximadamente 40 municípios, com um total de 18.792 associados, em sua maioria pequenos agricultores. A meta inicial de produção é de 200 toneladas por dia ou 60 mil toneladas por ano de óleo e biodiesel.

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, lançou hoje (21), o Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel no Rio Grande do Sul. Durante a solenidade, em Cruz Alta, na região central do estado, ele disse que a produção gaúcha do produto deve superar as metas antes dos prazos legais. "A minha expectativa é que já em julho do próximo ano tenhamos condições de produzir biodiesel no Rio Grande do Sul para abastecer a demanda estadual".

Segundo Rossetto, o programa pretende oferecer alternativas rentáveis para a agricultura familiar, beneficiando 100 mil famílias que plantam soja, mamona e girassol no país. No Rio Grande do Sul, 20 mil agricultores familiares deverão ser favorecidos.

Segundo o ministério, o Brasil consome atualmente cerca de 42 bilhões de litros de óleo diesel por ano, mas, a partir de 2008, a adição de 2% do produto ao óleo diesel vendido no país será obrigatória, o que resultará numa demanda aproximada de 1 bilhão de litros de biodiesel ao ano. A Petrobras começará a comprar biodiesel em novembro.

Fonte: Agência Brasil em 21/10/2005 por Shirley


Leia Mais:



SIGA NOS

-->