Biolabore leva técnica de produção de adubo orgânico a produtores do Oeste



Um grupo de produtores de Terra Roxa participou de dois treinamentos nesta segunda-feira (19), voltados à produção de adubo orgânico a partir da utilização de farelo de trigo combinado com microrganismos eficazes-EM (abreviação do termo inglês Effective Microorganisms). Primeiramente os participantes das oficinas aprenderam como capturar os microrganismos em ambiente natural e, posteriormente como utilizá-los para produzir o adubo orgânico, conhecido como Bokashi.

De acordo com a engenheira agrônoma da Cooperativa de Trabalho e Assistência Técnica do Paraná (Biolabore), Wuldicleia Jacomo, que ministrou o treinamento, um período foi utilizado para o conhecimento teórico e prático quanto à captura dos microrganismos, feita em meio à mata, ambiente natural para este tipo de culturas.

O passo seguinte consistiu na ativação dos EM e, posteriormente da preparação do Bokashi, um adubo orgânico, neste caso feito com farelo de trigo e utilizado para diversas finalidades. Conforte cartilha utilizada para as oficinas, o emprego de adubos orgânicos resulta em melhora das propriedades físicas, químicas e biológicas do solo.

A ação mais importante  do  Bokashi, entretanto, é introduzir microrganismos benéficos no solo, que desencadeiam um processo de fermentação na biomassa disponível, segundo quem emprega seu uso.

Para realizar os treinamentos foi utilizada uma propriedade rural em Terra Roxa, pertencente à família Palmieri. Além da parceria entre Biolabore e Itaipu Binacional, voltada à produção sustentável, o curso foi possível, segundo Wuldicleia Jacomo, por intermédio da doação, pela Polícia Federal de Guaíra, do farelo de trigo, resultado de apreensão.

Fonte:Jornal do Oeste em "23/03/2018"

Leia Mais:

SIGA NOS