Grupo francês quer produzir biodiesel a partir do algodão

Projeto da Dagris estimula agricultura familiar; investimento pode chegar a R$ 3,5 milhões, fora a unidade industrial. A empresa francesa Dagris, uma das maiores produtoras mundiais de algodão, está interessada em instalar uma indústria de biodiesel, a partir da amêndoa, no Maranhão. A Dagris quer desenvolver o trabalho em parceria com famílias de pequenos agricultores que fornecem a matéria-prima para a produção do biodiesel. A idéia é fomentar a agricultura familiar e o sistema de cooperativismo que garante o fornecimento de algodão para o empreendimento. Os representantes da empresa se reuniram na semana passada em São Luís, pela segunda vez, para discutir com o governo do estado as formas de parcerias. O grupo francês pretende iniciar os estudos para a escolha do local de instalação da empresa.

fonte: Gazeta Mercantil

Página Anterior   Associe-se  
Rodapé