IMG-LOGO


Aldeia indígena de Cristal recebe projeto de Agricultura Biodinâmica

Em parceria com a UERGS, Prefeitura iniciou projeto de Agricultura Biodinâmica na Aldeia Tavaí

 

A Prefeitura Municipal de Cristal como forma de apoio e fortalecimentos dos povos originários, inicia projeto na aldeia Tavai, em Cristal. O projeto é institulado Ma'ety, mbaraete nhemboguata tekoá Mbya kuery - Agricultura biodinâmica como pedagogia do fazer com sentido nas comunidades Mbya Guarani.

O projeto é coordenado pela Associação Comunitária Recanto da Folha: espaço cultura da terra e biodinâmica, em parceria com o Núcleo de Estudo em Agroecologia e Produção Orgânica da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul, unidade em Tapes (NEA/Uergs-Tapes) e tem como objetivo geral realizar ações junto a duas aldeias Mbya Guarani, aldeia Tava'i e aldeia Guapoy, voltadas à agricultura biodinâmica e composição de sistemas agroflorestais dialogando com agricultura originária, para recuperar o solo e fornecer espécies nativas frutíferas, conquistando a soberania e segurança alimentar e nutricional nas comunidades.

A professora da Uergs/Tapes, Rafaela Printes, é a coordenadora responsável deste projeto.

Entenda

A Agricultura Biodinâmica é um modelo agrícola de produção que, assim como a Agricultura Orgânica, não utiliza adubos químicos, venenos herbicidas, sementes transgênicas, antibióticos ou hormônios.

Para esse método é necessário entender de maneira mais profunda quais são as relações do homem, da terra e da existência. Transforma o conhecimento folclórico dos povos europeus e aplica-se na agricultura local, como por exemplo as fases da Lua, que são levadas em consideração no calendário da agricultura biodinâmica.

 

Fonte: 06/01/2020 - 14h:31min - Fonte: ASCOM - Cristal
Compartilhar:
Elias Bielaski
Elias Bielaski

Leia Mais: