Biodiesel é alternativa para produtores e reduz aquecimento

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, em discurso, que "o biodiesel é uma obra de Deus" e que sua produção, em substituição aos combustíveis fósseis, pode contribuir para reduzir o aquecimento global. "Foi Deus quem colocou na Terra o biodiesel, quando criou o mundo. Foi obra de Deus, que me convenceu de que o biodiesel tinha de ser implantado", afirmou.

Segundo Lula, o Brasil, com a produção desse combustível menos poluente, está dando uma lição aos países desenvolvidos, especialmente os Estados Unidos. "Os Estados Unidos são o maior poluidor do planeta, não assinaram o Protocolo de Kyoto (contra o aquecimento global), que previa combustíveis limpos, e continuam poluindo o mundo", disse o presidente.

Sem entrar em detalhes, Lula disse que o governo vai incentivar os pequenos agricultores a produzirem matéria-prima para fabricação de biodiesel, como a mamona e o pinho manso, e não os produtores de soja.

"O biodiesel não é uma questão de honra, mas de soberania. Vamos limpar o planeta, que outros estão sujando. O mundo vai ter que entender que o Brasil é imbatível na produção de energia renovável", afirmou Lula, que hoje inaugurou, em Crateús, uma usina de produção de biodiesel a partir de soja. Os pequenos produtores da região não receberam incentivos para plantar mamona ou outra matéria-prima para biodiesel.

No Ceará, a partir de 2005, segundo dados do governo estadual, a produção de mamona caiu 55%: a área cultivada, que era de 14.500 hectares, passou para 6.300 hectares, e a produção de 9.765 toneladas foi reduzida para 4.393 toneladas.

Fonte:MS Noticias. em 01 de Fevereiro de 2007 <http://www.maracaju.news.com.br/geral/view.htm?id=68884&ca_id=15>

 

Página Anterior   Associe-se  
Rodapé