COMBUSTVEIS
Montadoras estudam fabricar veculos de passeio movidos a biodiesel

A legislação brasileira no permite veculos de passeio movidos a leo diesel, mas, com a adio do biodiesel, essa situao poder mudar. O presidente da comisso de Energia e Meio Ambiente da Associao Nacional dos Fabricantes de Veculos Automotores (Anfavea), engenheiro Henry Joseph Jr., diz que algumas empresas j estudam a fabricao de veculos dessa categoria movidos a biodiesel para o mercado brasileiro.

"Existem empresas que esto fazendo e participando de estudos, junto com o governo, visando utilizao do biodiesel em veculos de passeio - em teores bem mais altos do que os 5% [previstos a longo prazo] para a frota de veculos pesados. Tem estudos sendo feitos na base de 30% de biodiesel e alguns at, que esto se iniciando, de biodiesel puro. Mas so coisas que s devem ser concludas a mdio e longo prazo, uma vez que agora todo o interesse est em cima do uso do biodiesel em veculos pesados", afirma.

A questo, segundo o engenheiro, depende da evoluo dos estudos e de uma legislao que permita veculos de passeio movidos a biodiesel. "H empresas que fabricam veculos assim[movidos a biodiesel] em outros pases. Com a entrada do biodiesel, elas teriam a oportunidade de trazer esses produtos para o mercado brasileiro se for autorizado este tipo de combustvel", explica.

Na avaliao de Henry Joseph Jr., a adio de biodiesel ao leo diesel consumido no pas no dever ter impacto imediato no mercado. "Como estar sendo adicionado ao leo diesel comum, no imaginamos que possa trazer alguma mudana a. No futuro, com o uso intensivo de biodiesel e com o Brasil deixando de importar ou produzir mais diesel localmente, pode-se imaginar que o preo do combustvel diminua ou que se tenha mais fartura [de combustvel], mas do ponto de vista do mercado de veculos no altera nada", afirma.

"O biodiesel um produto ainda novo. Mesmo internacionalmente, ainda pouco utilizado. Vem sendo usado na Europa h uns dois, trs anos, mas ainda com caractersticas muito prprias de um produto europeu: feito a partir de um leo de colza uma sementinha amarela que comum na Europa. Aqui no Brasil est sendo previsto ser feito a partir da mamona, soja e dend", acrescenta.

fonte: Jornal Cruzeiro Net em 12-11-04

Página Anterior   Associe-se  
Rodapé