Conheça benefícios do consumo de alimentos orgânicos

Cultivados sem utilização de agrotóxicos ou fertilizantes químicos, uva, tomate, morango, soja, cacau e guaraná estão entre as principais produções orgânicas do Brasil

Os brasileiros estão mais atentos aos hábitos alimentares. Cerca de 15% da população urbana consumiu produtos orgânicos entre março e abril de 2017. A estimativa, que tem como base entrevista com 905 pessoas de nove capitais do País, foi realizada pelo Conselho Brasileiro de Produção Orgânica e Sustentável (Organis), em parceria com a Market Analisys. Divulgado em junho deste ano durante a 13ª Feira Internacional de Produtos Orgânicos e Agroecologia (Bio Brazil Fair), o estudo é a primeira – e mais recente – pesquisa nacional sobre esse tipo de comportamento alimentar. Ainda segundo o Organis, o mercado nacional para esse setor cresceu 20% em 2016 e teve faturamento estimado em R$ 3 bilhões.

O consumo de alimentos orgânicos favorece o organismo e o meio ambiente, pois são isentos de qualquer tipo de adubo químico e de pesticidas. Conforme explica a nutricionista Jéssica Barrocas, do Centerbox Supermercados, os produtos orgânicos são caracterizados por não receberem nenhum tipo de agrotóxico e/ou fertilizante químico que venha a contaminar o solo e os lençóis das águas durante sua produção. “Boa parte das pessoas já ouviu falar em alimentos orgânicos, porém poucas sabem diferenciar”, aponta.

Segundo a nutricionista, o excesso de agrotóxicos e fertilizantes pode causar danos aos consumidores. “Nos produtos não orgânicos, essas substâncias são utilizadas constantemente. Caso seja utilizado algum tipo de aditivos em quantidades superiores ao recomendado, pode causar maiores prejuízos aos consumidores, como dor de cabeça, alergias e até outros tipos de doenças”, destaca. Contudo, apesar de serem produzidos de forma mais natural, os alimentos orgânicos ainda são fontes de várias pesquisas e discussões científicas, cuja finalidade é comprovar se há, de fato, superioridade quanto aos alimentos convencionais.

Atenção aos detalhes

Na hora de comprar produtos orgânicos, é importante observar se, no produto, consta o certificado de procedência na embalagem. Com o selo, a certificadora credenciada no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) assegura que o produto obedece às normas de produção orgânica. Entre os principais alimentos orgânicos produzidos no Brasil, Jéssica Barrocas destaca cana, soja, cacau, gengibre, guaraná, manga, morango, pêssego, tomate e uva.

Um aspecto não muda em relação a alimentos orgânicos e não orgânicos: a necessidade de serem submetidos à higienização, uma vez que os dois grupos podem contrair microrganismos prejudiciais à sua composição. Ainda de acordo com a nutricionista, um fator que dificulta o acesso aos produtos orgânicos em algumas localidades é o preço elevado, em comparação aos convencionais. “Os alimentos orgânicos geralmente não têm boa aparência, não são uniformes no tamanho e são pequenos, mas são saborosos, nutritivos e livres de agrotóxicos”, finaliza.

Fonte:O Povo em 16-12-20



Leia Mais:




SIGA NOS