Com associação, agricultores familiares querem mais força no mercado


Brasília – Cerca de 50 representantes de organizações, empreendimentos e redes de agricultores familiares do país se reúnem em Brasília até amanhã (9) para a criação da Associação Brasileira da Agricultura Familiar Orgânica, Agroecológica e Agroextrativista (Abrabio). Os integrantes da associação, que deverá ser composta por um conselho administrativo e um fiscal com oito cargos efetivos e três suplentes, serão definidos amanhã.

Segundo os agricultores, o objetivo da instituição não governamental é fortalecer o grupo perante o governo e o mercado nacional e internacional. "Também é uma forma de ficarmos mais unidos. Queremos somar forças sem considerar se os grupos já são consolidados no mercado ou não, se são ribeirinhos, agricultores tradicionais, porque a ideia é criar um elo com as cooperativas de Norte a Sul", afirma a presidente da Cooperativa dos Beneficiários Artesanais de Castanha-de-Caju (Coopercaju), Tereza Oliveira.

O agricultor Orélio Araújo, da Rede de Comercialização Solidária de Agricultores Familiares e Extrativistas do Cerrado, acredita que por meio da associação, os produtores terão mais oportunidades de articular políticas públicas. "Às vezes, um problema que há em um estado também existe no outro e, juntos, a gente descobre isso e pode buscar meio de mudar a situação para todos, não só para um lugar", explica.

A associação também deverá representar o interesse comercial da agricultura familiar no exterior. "Individualmente, eles não conseguem participar dessas feiras fora do país, mas coletivamente, como associação, têm mais chance de expor e vender os produtos lá fora", diz o diretor de Geração de Renda e Agregação de Valor do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Arnoldo Campos.

Os agricultores que participam do 2º Encontro Nacional de Agricultura Familiar Orgânica representam 18 estados e mais de 15 mil famílias. O grupo exporta 300 produtos para mais de 15 países.

Edição:

Fonte: Agência Brasil em 08/12/2010 editado por Graça Adjuto


Leia Mais:



Rede de Agricultura Sustentável
É um serviço de Cristiano Gomes e L&C Soluções Socioambientais

Siga-nos Twiiter rss Facebook Google+