Agricultura orgânica se fortalece na região noroeste do Paraná

 


A região Noroeste do Paraná vem desenvolvendo de forma crescente desde 2001 a produção orgânica, apresentando atualmente mais de 3 mil hectares em conversão da produção convencional em 750 estabelecimentos rurais com 3 mil agricultores familiares envolvidos diretamente. Durante o 5º Show Tecnológico do Arenito Caiuá, em Umuarama (PR), o setor ganhou impulso com a assinatura do termo de parceria de trabalho entre o Sebrae, governo do estado e Emater-Paraná.

O termo de parceria tem como proposta formar, nesta primeira fase de um ano, um total de 19 grupos de agricultores familiares em 18 municípios, com 25 integrantes cada. Quinzenalmente os grupos se reúnem para troca de experiências e discutirem a teoria e a prática do sistema orgânico. Segundo o agrônomo Claudio Pinheiro, representante do Sebrae "essa metodologia de trabalho programado e conjunto, vai dar condições para que o participante tenha produção orgânica e acesso ao mercado diferenciado, agregando valor e abrindo oportunidades de ocupação especializada da mão-de-obra familiar".

Para o gerente regional da Emater de Maringá, agrônomo Celso Daniel Seratto, o objetivo é desenvolver esforços para incrementar a produção orgânica, que tem potencial de mercado e é a nova forma dar qualidade de vida às famílias rurais da região, "por isso queremos formar e qualificar grupos de produtores em cada município". O agrônomo Jean Carraro, supervisor regional do Senar, confirma que a finalidade da sua instituição atende os propósitos do termo de parceria, porque "já que somos uma instituição de capacitação de produtores e trabalhadores rurais, a soma de esforços vem contribuir ainda mais no desenvolvimento rural da região".

fontE - www.fomezero.gov.br - 01/03/04


Leia Mais:



SIGA NOS

-->